in

F1: arrojado, Stefan Beloff teve a sua exibição eternizada ao lado de Senna no GP de Mônaco de 1984

Repodução / Redes Sociais

Piloto iniciou a sua carreira na mesma época que o tricampeão brasileiro; alemão faleceu no ano de 1985

A década de 1990 ficou famosa pelo avanço da Alemanha na Fórmula 1, em especial, devido ao projeto da Mercedes que encaminhou pilotos germânicos para a categoria, como Michael Schumacher. No entanto, um  outro alemão brilhou antes do heptacampeão. Trata-se de Stefan Bellof, que foi responsável por uma exibição de gala no GP de Mônaco em 1984.

Ayrton Senna fez o possível e o impossível para conquistar o segundo lugar nas ruas molhadas do Principado, mesma atitude adotada pelo piloto europeu.  Stefan largou na última posição e recebeu a bandeirada em terceiro com uma Tyrrell, que naquela temporada sofria com a fragilidade do seu equipamento.

O final de semana

Após conquistar um quinto lugar em San Marino e um sexto na Bélgica, Beloff chegou a Mônaco motivado, porém a Tyrrell apresentou uma série de problemas durante o final de semana no Principado.

O companheiro do alemão, Martin Brundle, não superou o tempo de Marc Surer, o último colocado para o Grande Prêmio. Sob pressão, o inglês sofreu um grave acidente na Curva da Tabacaria. Desta forma, o alemão passou a ser a única esperança da equipe. Na pista, Beloff superou a marca do suíço em 1m26s117.

No domingo, em meio a chuva, Stefan passou ileso por um acidente que envolveu Andrea de Cesaris e a dupla da Renault, Derek Warwick e Patrick Tambay na largada. Na sequência, o piloto ultrapassou mais sete adversários na primeira volta: François Hesnault (Ligier), Nelson Piquet (Brabham), Riccardo Patrese (Alfa Romeo), Johnny Ceccoto (Toleman), Elio de Angelis (Lotus), Piercarlo Ghinzani (Osella) e Corrado Fabi (Brabham).

No décimo posto, Beloff se manteve atrás de Ayrton Senna, que progredia no decorrer da corrida. Os dois ultrapassaram Jaques Lafitte (Williams), Michele Alboreto (Ferrari), René Arnoux (Ferrari), Manfred Winkelhock (ATS) e Nigel Mansell (Lotus).

Por fim, a dupla superou Keke Rosberg (Williams) e Niki Lauda (McLaren) na reta final do Grande Prêmio. No meio do temporal, o alemão conseguia reduzir a sua distância para o brasileiro, que ocupava a segunda colocação atrás de Alain Prost (McLaren). A prova foi interrompida na volta 31.

Stefan Beloff x Ayrton Senna

Stefan Beloff e Ayrton Senna tiveram caminhos diferentes na Fórmula 1.  Enquanto o brasileiro se sagrou tricampeão pela McLaren, o alemão chegou a ser especulado como um possível substituto para René Arnoux na Ferrari, porém não conseguiu grandes conquistas na elite do automobilismo mundial.

Em relação ao destino, os dois foram vítimas do automobilismo. Ayrton morreu em um acidente no Grande Prêmio de San Marino, realizado no ano de 1994. Já  Beloff faleceu durante os Mil Quilômetros de Spa Francorchamps, na Bélgica, em 1985.

Nas Pistas

Escrito por Nas Pistas

Comentários

Loading…

Hill questiona Verstappen e diz que bicampeão deveria parar com certos comentários

Assista aos melhores momentos da IndyCar em Long Beach; prova teve acidente com Hélio Castroneves e vitória de Kyle Kirkwood