in

Fernando Alonso relembra rivalidade com Michael Schumacher: “Sempre tentava intimidar”

Em seu documentário, espanhol revive momentos de tensão, mas cita alemão como inspiração

Fernando Alonso e Michael Schumacher pela Fórmula 1
Fernando Alonso e Michael Schumacher (Reprodução / X - Aston Martin e Ferrari

Em seu documentário especial, produzido e distribuído pelo DAZN, Fernando Alonso olha para o futuro em sua carreira automobilística, mas também fala sobre antigas rivalidades na Fórmula 1.

O espanhol comenta, por exemplo, seus anos como companheiro de equipe e rival de Lewis Hamilton, mas também destaca sua disputa com Michael Schumacher, em seus primeiros anos pela categoria.

Ao falar sobre o heptacampeão mundial, o piloto de 42 anos destacou o fato de tê-lo como uma inspiração quando chegou na F1, além de coloca-lo como “o rival mais difícil” de sua trajetória no automobilismo.

Um rival e uma inspiração também, porque além de ser um dos rivais mais difíceis que já tive, ou o mais difícil que já tive , qualquer criança precisa de uma referência“; iniciou Fernando Alonso. “Eu estava no kart e Michael (Schumacher) já estava na F1, ele havia vencido alguns campeonatos e justamente quando me aproximei da minha estreia (na F1), Michael começou a dominar a categoria“; relembrou o espanhol, em um trecho do documentário.

O atual piloto da Aston Martin revelou então que observava com admiração a lenda alemã quando mais novo e relatou a experiência de correr contra uma de suas maiores inspirações no automobilismo.

Então comecei a observa-lo, como ele agia, respondia, se vestia e como ele dirigia. Ele é uma inspiração a qual fiz anotações mentais e, de repente, me vi roda a roda com ele, lutando todos os domingos. Foi muito especial. Ganhar os títulos com ele nas pistas também é uma lembrança que levarei para sempre“; destacou o bicampeão.

Fernando Alonso e Michael Schumacher fora das pistas

Fernando Alonso também destacou, de acordo com sua visão de rival, como Michael Schumacher se portava além das emblemáticas disputas nas pistas, deixando claro que o embate entre eles também era intenso nos bastidores da Fórmula 1.

Michael era um cara muito duro em tudo, não só na pista a nível esportivo, mas também fora. Ele era muito frio, sempre mantinha distância e sempre tentava intimidar“; contou o espanhol. “Eu ia para o ‘breafing’ (reunião) e ele me olhava um pouco estranho. Todos sabíamos que havia uma rivalidade, mas ele interpretou isso literalmente. Eu também tinha esse espírito competitivo, brigávamos muitas vezes. Nos respeitávamos, mas foi uma rivalidade dura“; relembrou Alonso.

Avatar

Escrito por Mateus Pereira

Colaborador do Naspistas desde 2023, nasci no estado do Rio de Janeiro e alinho minha maior paixão à minha vocação através da produção de conteúdo sobre esportes. Entre as minhas áreas de maior domínio e experiência profissional estão o automobilismo, o futebol e o universo geek.
Certificado como Jornalista Digital e Social Media pela Academia do Jornalista, contribui no passado como Colunista, Editor-chefe e Líder da editoria de Esportes nos portais R7 Lorena e iG In Magazine.

Comentários

Loading…

Sebastien Bourdais

Sebastien Bourdais é anunciado pela Chip Ganassi na abertura do WEC

Hamilton estava na Mercedes, desde 2013, e pela "Fecha de Prata" conquistou seis títulos mundiais

F1: jornalistas opinam sobre ida de Hamilton para Ferrari