in

Helmut Marko manda recado a Verstappen sobre freios

Conselheiro da Red Bull, Helmut Marko se posicionou após escuderia austríaca amargar problemas em Melbourne

Helmut Marko, Sergio Perez
Divulgação/Red Bull

Em um episódio raro nos últimos anos, o holandês Max Verstappen protagonizou abandono no GP de Melbourne no final de semana, após ter problemas no sistema de freios, que ficou em chamas. Apesar do ocorrido, o conselheiro da Red Bull, Helmut Marko tratou de tranquilizar o tricampeão da categoria e os fãs do piloto, afirmando que o caso foi algo pontual, e que não irá se repetir.

Dominante nas últimas temporadas da Fórmula 1, Max Verstappen ficou apenas quatro voltas na edição de 2024 do GP da Austrália. Ultrapassado pelo espanhol Carlos Sainz, que viria ganhar a prova, o holandês se deparou com problema no freio traseiro direito, o que impactou na desistência imediata, algo que aconteceu pela primeira vez no intervalo de dois anos. Há 43 corridas, o piloto não sabia o que era ficar fora do top-10.

“O freio de Max quebrou, a causa exata ainda está sendo investigada. Mas não se trata da pinça. Émais um problema de montagem, mas isso está sendo verificado. Para o Japão, não tenho nenhuma preocupação, isso não é um problema”, pontuou Helmut Marko, em entrevista ao Laola1.

Seguindo a linha do que foi dito pelo conselheiro da Red Bull, a Brembo, fornecedora de freios da escuderia austríaca, detalhou ao GPblog o que ocasionou o problema. De acordo com a empresa, a situação não foi provocada pelos seus equipamentos ou componentes, e sim por uma escolha errada ou configuração equivocada sobre o ajuste junto ao carro. Posteriormente, a Brembo voltou atrás no posicionamento, e citou que isso “poderia ter sido a causa”, optando por não cravar de forma direta.

Com a Fórmula 1 retornando no próximo dia 7 de abril, no GP de Suzuka, Max Verstappen busca retomar o lugar mais alto do pódio. Se depender do desempenho recente dele no circuito nipônico, as expectativas são as melhores. Afinal, o Vespa triunfo no traçado em 2022 e 2023 de forma arrebatadora. No momento, quatro pontos separam o tricampeão do segundo colocado, Charles Leclerc.

Avatar

Escrito por Cido Vieira

Comentários

Loading…

Sergio Pérez e Carlos Sainz, Fórmula 1

Marko enaltece Pérez ao falar sobre possível retorno de Sainz à Red Bull: “Não precisamos pensar nisso”

Marc Márquez no box da Ducati

Jack Miller disse ter previsto acidente entre Bagnaia e Marc Márquez