in

Leclerc e Norris têm grandes reajustes em novos contratos na F1: veja valores

O monegasco da Ferrari e o britânico da McLaren assinaram acordos plurianuais antes do início da temporada 2024 da F1

Lando Norris e Charles Leclerc
Lando Norris e Charles Leclerc (Divulgação/F1)

Recentemente, Charles Leclerc e Lando Norris renovaram seus vínculos com Ferrari e McLaren, respectivamente. No mês passado, os pilotos firmaram novos contratos plurianuais com suas equipes. Os acordos prevêem consideráveis valorizações salariais para a dupla da F1.

Conforme estimativas do site RacingNews365, Leclerc passará a receber US$ 34 milhões anuais, cerca de R$ 168,3 milhões. Ou seja, o salário anual do monegasco agora é pouco mais de R$ 14 milhões mensais para um contrato que teria sido estendido até 2028, segundo o portal.

Lando Norris passou a ser o quarto maior salário da Fórmula 1. O britânico receberá US$ 20 milhões por ano (R$ 99 milhões, na cotação atual). Por mês, serão 8,25 mi de reais no bolso do automobilista da McLaren, que ampliou o contrato até 2025, de acordo com o RacingNews365.

Para efeitos de comparação, Leclerc e Norris receberão muito mais do que os próprios companheiros de equipe. Enquanto Carlos Sainz ganha US$ 12 milhões anuais, Oscar Piastri embolsa US$ 6 milhões.

“Trata-se do rendimento anual, sem bónus, que recebem da sua equipe. Isto não inclui contratos com patrocinadores pessoais ou bônus de desempenho das equipes”, esclareceu o portal RacingNews365, que complementou. “Todos os números são estimativas baseadas em conversas com várias fontes dentro do paddock da F1 e em várias equipes”.

Apenas Max Verstappen e Lewis Hamilton superam Leclerc e Norris entre os maiores vencimentos da F1. O tricampeão mundial pela Red Bull tem o salário anual de US$ 55 milhões. Na conversão atual, o holandês recebe R$ 272 milhões por ano, ou R$ 22,6 mi mensais. Já Hamilton, em seu último ano pela Mercedes, ganha atualmente US$ 45 milhões anuais (R$ 222,7 milhões ou R$ 18,5 mi por mês).

Veja os salários dos pilotos da F1

Max Verstappen – Red Bull Racing – US$ 55 milhões anuais – Contrato até 2028
Lewis Hamilton – Mercedes – US$ 45 milhões – Até 2025
Charles Leclerc – Ferrari – US$ 34 milhões – Até 2028
Lando Norris – McLaren – US$ 20 milhões – Até 2025
George Russell – Mercedes – US$ 18 milhões – Até 2025
Fernando Alonso – Aston Martin – US$ 18 milhões – Até 2024
Sergio Perez – Red Bull Racing – US$ 14 milhões – Até 2024
Carlos Sainz – Ferrari – US$ 12 milhões – Até 2024
Valtteri Bottas – Stake F1 Team – US$ 10 milhões – Até 2024
Daniel Ricciardo – Visa Cash App RB – US$ 7 milhões – Até 2024
Esteban Ocon – Alpine – US$ 6 milhões – Até 2024
Pierre Gasly – Alpine – US$ 6 milhões – Até 2024
Oscar Piastri – McLaren – US$ 6 milhões – Até 2026
Kevin Magnussen – Haas F1 – US$ 5 milhões – Até 2024
Alexander Albon – Williams – US$ 3 milhões – Até 2024
Lance Stroll – Aston Martin – US$ 3 milhões – Contrato em aberto
Nico Hulkenberg – Haas F1 – US$ 2 milhões – Até 2024
Guanyu Zhou – Stake F1 Team – US$ 2 milhões – Até 2024
Yuki Tsunoda – Visa Cash App RB – US$ 1 milhão – Até 2024
Logan Sargeant – Williams – US$ 1 milhão – Até 2024

Comentários

Loading…

nascar daniel suarez

Justin Marks abre o jogo sobre futuro de Daniel Suarez na Trackhouse

Carlos Sainz

Carlos Sainz já fala em tom de despedida da Ferrari: “Sempre me senti em casa”