in

Agente de pilotos da MotoGP não descarta Marc Márquez na KTM em 2025

Márquez assinou por uma temporada com a Gresini Ducati e terá destino incerto depois do fim do Mundial de MotoGP

Marc Márquez é piloto da Gresini em 2024
Marc Márquez é piloto da Gresini em 2024 (Divulgação/Gresini)

A chegada de Marc Márquez à Ducati segue gerando muita expectativa para os fãs da MotoGP. Em 2024, o oito vezes campeão do mundo correrá pela Gresini, equipe satélite da fabricante que hoje domina a modalidade.

Entretanto, o acordo de Márquez com a equipe italiana é de apenas uma temporada. Portanto, o futuro do espanhol depois do fim da próxima edição da MotoGP é indefinido. Dessa forma, são naturais as especulações.

Na opinião do empresário Alberto Vergani, que cuida da carreira de vários pilotos da MotoGP, as movimentações para mudanças de equipe terminou muito tarde no ano passado. Dessa forma, o agente acredita que o mercado será agitado mais cedo em 2024.

Para Vergani, Marc Márquez centralizará as atenções. “Marc será a pedra angular de tudo. Ele pode ir para a KTM, voltar para a Honda, ficar na Ducati”, declarou o empresário ao portal GPOne.

Sobre a KTM, Alberto Vergani alertou para a grande possibilidade de Marc Márquez assumir a moto a partir de 2025. No GP da Áustria em agosto, país do fabricante, o catalão apareceu na transmissão diversas vezes conversando com os chefes da equipe. Mas o agente também apontou outros cenários prováveis.

“A KTM fará de tudo para ter outra equipe. Existem várias equipes que podem se oferecer, como VR46 ou Cecchinello [LCR]”, cogitou.

Empresário apresentou mais destinos para Márquez na MotoGP

Além disso, Vergani não descarta um retorno de Marc Márquez à Honda, além de uma “promoção” para a equipe de fábrica da Ducati. Dessa forma, o agente não acredita no êxito do catalão na Gresini.

“Se Marc quisesse ter uma temporada de vitórias, a Ducati teria que trazê-lo para a equipe oficial. Porque há patrocinadores envolvidos que vão empurrar nessa direção”, projetou.

Desse modo, o empresário continuou. “Conhecendo Gigi Dall’Igna [chefe da Ducati], não creio que ele queira perder um campeão como Marc depois de apenas uma temporada na Desmosedici, com toda a concorrência disposta a enfrentá-lo, como KTM e Honda”, avaliou.

Por fim, Alberto Vergani recordou um bastidor da MotoGP. “Quando os rumores sobre Marc com a Gresini começaram a circular, escrevi para o [CEO da Ducati] Claudio Domenicali dizendo: ‘Pegue-o imediatamente, você não pode deixá-lo escapar!'”, completou o representante.

Comentários

Loading…

Mohammed Ben Sulayem, FIA

FIA visa fixar veto de concessões para as equipes na Fórmula 1

Max Verstappen

Horner defende Max Verstappen e manda recado: “Tem voz como campeão mundial”