in

Marc Márquez volta a falar sobre problemas com Valentino Rossi

Depois de 11 anos defendendo as cores da Honda, Marc Márquez vai estrear pela Ducati Gresini e tem a chance de igualar marca de VR46

Marc Márquez
Reprodução: X/Marc Márquez

Nomes emblemáticos no cenário mais recente da MotoGP, Marc Márquez e Valentino Rossi protagonizaram batalhas épicas na pista, onde uma forte rivalidade acabou sendo construída, com trocas de farpas e acusações por movimentos nas disputas. Atualmente, o Formiga Atômica ainda segue pilotando, enquanto a lenda italiana é chefe de equipe. Questionado sobre a possibilidade de ajustar a relação com o VR46, o espanhol descartou este cenário.

Antes da temporada 2024 ser iniciada, Marc Márquez foi indagado se poderia se entender com o eterno rival, e se mostrou enfático na resposta, jogando a responsabilidade para o outro lado.

“Não depende de mim,” disse o espanhol em entrevista ao DAZN. “Eu tive a sorte de enfrentá-lo, de vencê-lo, de fazê-lo me vencer um ano e também de poder compartilhar o tribunal com ele para aprender com ele.Eles foram anos lindos”, complementou o espanhol.

Depois dos entreveros nas pistas, Marc Márquez e Valentino Rossi nunca se encontraram publicamente. Recentemente, os dois chegaram a estar no mesmo ambiente, durante os testes de pré-temporada do WorldSBK em Portimão, mas não ficaram próximos.

O estopim para abalar de vez a relações turbulenta entre os pilotos se deu na temporada 2015. naquela oportunidade, Rossi acabou perdendo o campeonato para Jorge Lorenzo e responsabilizou Marc Márquez, o acusando de fazer “palhaçadas” para prejudicá-lo.

No término da temporada passada, a rivalidade entre os dois foi reascendida, após Marco Bezzecchi, piloto da equipe de Valentino Rossi classificar Marc Márquez como o “piloto mais sujo” do grid, após um conflito visto em Valencia.

Agora defendendo as cores da Gresini Ducati, o Formiga Atômica espera dias melhores da MotoGP, depois de uma queda vertiginosa nas últimas temporadas. A primeira prova do ano ocorre no dia 10 de março, no Catar. O cronograma de corridas em 2024 será recorde, sendo composto por 22 corridas, volume maior já visto na categoria.

Avatar

Escrito por Cido Vieira

Comentários

Loading…

Max Verstappen, Sergio Pérez e Christian Horner, junto ao RB20, da Red Bull

Novo carro da Red Bull possui sidepods altos temporários para 2024

Max Verstappen e o carro da Red Bull na Fórmula 1

Helmut Marko acha que Max Verstappen não seria campeão novamente com o RB19: “Isso é uma besteira”