in

Mercedes adota novo truque de suspensão adaptável no W15

Mercedes surgiu com uma novidade de última hora para o seu W15 antes do aguardado início da temporada 2024 da Fórmula 1

Mercedes

A Mercedes revelou algumas renderizações de lançamento de seu novo carro W15 de Fórmula 1, com uma das imagens nos mostrando uma traseira superior adicional em sua suspensão dianteira.

Na época, acreditava-se que a equipe de Brackley havia feito isso como uma tática diversiva de pré-temporada para despistar os rivais sobre o que realmente estava acontecendo. Afinal, as equipes não podem instalar elementos de suspensão redundantes em seus carros.

Porém, a imagem realmente mostrou foi uma pista para um novo arranjo adaptável incorporado ao chassi e à suspensão dianteira da Mercedes este ano. Este design permite que a equipe mova a extremidade interna da perna de suspensão para melhor atender aos requisitos necessários para a configuração ideal em cada pista.

A maioria das equipes tem algum nível de liberdade nesta área, mas geralmente estamos falando de milímetros, em vez dos muitos centímetros de liberdade que a solução do W15 proporciona à Mercedes. Como pode ser visto na ilustração, a escotilha na lateral do chassi do W15 é maior do que normalmente estamos acostumados a ver.

Saiba como a Mercedes utilizou a sua nova suspensão

Mercedes W15 front suspension

Durante o teste de pré-temporada, a Mercedes colocou a perna traseira do braço superior na posição de montagem mais alta durante o primeiro e segundo dias. No entanto, deslocou-o para uma posição inferior no terceiro e último dia para avaliar os seus méritos. A posição longitudinal do braço é alterada com esta mudança, sendo o braço deslocado para frente em relação à posição utilizada nos dois primeiros dias do teste.

O arranjo usado no terceiro dia do teste coloca as pernas traseiras dos triângulos superiores e inferiores muito mais próximos um do outro, com o par provavelmente se tornando mais eficaz como uma superfície aerodinâmica combinada neste layout.

Por fim, cabe relembrar que essa não é uma ideia totalmente nova, já que as equipas já procuraram formas de acoplar estas superfícies a partir de uma perspectiva aerodinâmica no passado. O MP4-31 da McLaren é um exemplo que vem à mente.

Avatar

Escrito por Fabricio Carvalho

Comentários

Loading…

RB20, o carro da Red Bull para a Fórmula 1 2024

Red Bull copiará a Mercedes? Especialista faz análise completa do RB20; confira

Após estrear em 2023 no TCR South America Banco BRB, Thiago Vivacqua parte para sua primeira temporada completa na categoria com a Cobra Racing Team