in

Sargeant admite estranhamento após falta de aviso por ultrapassagem irregular na China

Logan Sargeant aguarda preparação de seu carro.
Logan Sargeant (Divulgação / Williams)

O piloto norte-americano Logan Sargeant, da Williams, não entendeu o motivo da FIA não ter lhe dado nenhum feedback de que ele havia ultrapassado ilegalmente Nico Hulkenberg atrás do safety car no Grande Prêmio da China de Fórmula 1, no domingo (21).

Durante o período para remover o Sauber de Valtteri Bottas, Sargeant estava na reta de largada em direção à Curva 1, quando seu rival da Haas saiu dos boxes após uma troca de pneus. Mas enquanto Hulkenberg alcançou a linha crítica do safety car, que determina a ordem de corrida uma fração de segundo à frente, a velocidade e o impulso de Sargeant o levaram à frente, então ele se posicionou adiante de Hulkenberg.

Então, sem nenhum feedback de seu pit wall ou da FIA sobre a necessidade de devolver a posição, Sargeant recebeu uma penalidade de 10 segundos após o reinício da corrida pelo que foi considerado uma ultrapassagem ilegal.

Questionado pelo site Motorsport sobre o quão difícil foi a leitura da situação enquanto avançava para a primeira curva, Sargeant foi claro sobre o caso

“Há um pouco de elevação lá também e acho que isso torna as coisas difíceis de ver quando os carros estão divididos por uma grande distância. Ao meu lado, pensei que estava muito à frente. Não achei que fosse nem perto, então, para mim, não houve discussão”, revelou Sargeant.

“Então, ouvir isso no final da corrida foi um pouco estranho. Não sei se há alguma maneira de a FIA nos dar algum feedback. Estivemos no safety car por muito tempo, não sei por que eles não me disseram para devolver a posição. Obviamente, eu teria feito isso, se eles tivessem dito, mas, até onde sei, pensei que estava muito à frente.”

Sargeant despencou na corrida após a punição

A penalização de dez segundos de Sargeant o jogou para a 17º posição e se deu em um fim de semana em que ele lutou para encontrar um desempenho consistente de sua Williams, logo após reclamar na qualificação que o carro parecia “desconectado”.

Uma grande mudança na configuração da corrida motivou a largada no pitlane e, embora tenha havido um ritmo inicial forte, ele entendeu que as circunstâncias trabalharam contra ele com o tempo do safety car.

“Houve bons momentos, maus momentos. Acho que o início da corrida com os macios foi forte e quando colocamos o pneu médio estávamos em uma posição muito boa. Mas provavelmente poderíamos ter passado sem aquele safety car porque teríamos ido médio, médio e isso nos seria muito melhor”, admitiu Sargeant.

“Colocamos o pneu duro e não consegui nem ligá-lo e destruí imediatamente os dianteiros. Daquele ponto em diante, foi uma luta enorme, massiva. Um pouco confuso sobre aquela última passagem e provavelmente uma das mais dolorosas que tive. Veremos se podemos fazer melhor daqui para frente.”

Avatar

Escrito por Matheus Camargo

Comentários

Loading…

Lando Norris, McLaren GP de Miami

Andrea Stella crê em Lando Norris batendo de frente com Red Bull e Verstappen em breve

Lando Norris, McLaren, criticado por Rosberg

Rosberg critica Norris por fala após segundo lugar no GP da China