in

Toto Wolff dispara contra Mercedes e Ferrari na luta com a Red Bull: “Ambas perdedoras”

Chefe da Mercedes, Toto Wolff reclamou da própria equipe e da escuderia de Maranello na última temporada da Fórmula 1

Toto Wolff
Reprodução/F1

A Red Bull sobrou em 2023 na Fórmula 1. Com 21 vitórias em 22 corridas, sendo 19 de Max Verstappen, a escuderia austríaca não deu chances para as demais. Logo após o Mercedes conquistar o Mundial de Construtores pela última vez em 2021, a equipe alemã viu a Red Bull ganhar pela segunda vez seguida a disputa. Toto Wolff analisou a recente supremacia do time de energéticos.

O chefe da Mercedes amargou, na temporada recém-encerrada, a primeira em que não venceu corridas na Fórmula 1 desde 2011. Afinal, a Ferrari foi quem triunfou na única prova não vencida pela Red Bull, com Carlos Sainz no GP de Singapura, em setembro. No ano passado, a escuderia alemã só ganhou uma vez, com George Russell em Interlagos.

Mesmo assim, aos trancos e barrancos, Toto Wolff levou a Mercedes ao vice-campeonato dos construtores, marcando 409 pontos contra 406 dos italianos.

“Melhor ficar em segundo pelo dinheiro”, disse Toto Wolff

Como Mercedes e Ferrari juntas não atingiram a pontuação da Red Bull (860 pontos), Toto Wolff considerou um fracasso a temporada de 2023 das duas equipes na Fórmula 1.

“Ambas perdedoras”, reclamou o chefe da Mercedes em entrevista à mídia especializada, ao ser questionado se preferia ser segundo colocado sem vitória ou terceiro recebendo a bandeirada.

“É melhor ficar em segundo lugar pelo dinheiro e pelos bônus e é melhor ficar em P3 por causa do tempo no túnel de vento. A Ferrari tem 7% a mais que nós, e teríamos 14% a mais que a Red Bull [se terminasse em terceiro], mas você não consegue o que sempre deseja”, analisou Toto Wolff.

Avatar

Escrito por Marco Andrews Felgueiras Maciel

Jornalista formado pela PUCRS em 2007 e pós-graduado em Imprensa Esportiva e Assessoria de Comunicação pela Universidade Castelo Branco. Atuei na web-rádio Voz do Futebol e escrevo para o Torcedores.com desde 2022, além de colaborar para o site Nas Pistas a partir de 2023. Também edito o SAMBARIO, voltado para carnaval e sambas-enredo, desde 2004. No canal do YouTube do portal (@sambariosite), entrevistamos mais de uma centena de personalidades do samba e do carnaval nos tempos da pandemia. Ainda fui redator e assessor de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade).

Comentários

Loading…

Vasseur, da Ferrari

Vasseur não descarta investida da Ferrari por Max Verstappen 

Horner, Red Bull

Horner exalta postura de Max Verstappen e projeta evolução da Red Bull