in

Verstappen critica corrida sprint no GP da China: “Não é a coisa mais inteligente”

Max Verstappen da Red Bull
Créditos: Divulgação / Foto quadrada do perfil Oracle Red Bull Racing, via 'X'

O campeão mundial de Fórmula 1, Max Verstappen, acha que “não foi a coisa mais inteligente” realizar um evento de sprint no Grande Prêmio da China no próximo final de semana. A corrida retorna após uma ausência de cinco anos.

A China sediou uma corrida de Fórmula 1 pela última vez em 2019, até que a pandemia de Covid-19 atrapalhou seu Grande Prêmio. A categoria agora retorna ao Circuito Internacional de Xangai depois de várias temporadas fora, com as equipes enfrentando várias incógnitas sobre o desempenho desta geração de carros lá.

Além disso, o circuito foi repavimentado desde então, o que significa que muito poucos dados existentes são válidos na pista de 5,4 km fora de Xangai e o fim de semana é mais difícil de preparar.

Para aumentar as dores de cabeça das equipes, a China foi selecionada como o primeiro dos seis locais de sprint deste ano, dando-lhes apenas uma sessão de treinos de 60 minutos para encontrar a configuração ideal.

Questionado pelo Motorsport sobre a decisão de realizar um sprint em Xangai no primeiro ano de volta, Verstappen respondeu sarcasticamente.

“Não é muito inteligente fazer isso. Acho que não é porque quando você fica longe da pista por um bom tempo, acho que você nunca sabe o que vai experimentar, então teria sido melhor ter um fim de semana de corrida normal lá. Por outro lado, provavelmente apimenta um pouco mais as coisas, e talvez seja isso que eles gostariam de ver”, admitiu Verstappen.

“Mas, puramente do ponto de vista de direção e desempenho do esporte, acho que não é a coisa mais inteligente a se fazer. Veremos como chegaremos lá. Sempre adorei dirigir lá, então espero que possamos começar a correr o melhor que pudermos e espero que não precisemos ajustar muitas coisas no carro.”

Mesmo com crítica de Verstappen, sprint será mantida na China

Os sprints seguirão um formato revisado este ano, com treinos livres e qualificação de sprint ocorrendo na sexta-feira, e a corrida de sprint no sábado. O formato de corrida mais curto precederá a qualificação para o Grande Prêmio, que ocupará seu espaço habitual no sábado, seguido pelo Grande Prêmio completo no domingo.

Esse ajuste significa que o parque fechado abrirá novamente após a corrida de velocidade para a qualificação de sábado, atendendo às reclamações de que o formato original era muito restritivo. Mas permanece a limitação de uma única sessão de treinos livres.

Avatar

Escrito por Matheus Camargo

Comentários

Loading…

Marc Márquez no box da Ducati

Marc Márquez explica motivo da perda da liderança em Austin

MotoGP

Maverick Viñales vence após cair para P11 no Circuito das Américas