in

MotoGP não mais desclassificará pilotos que quebrarem regra de pressão dos pneus

MotoGP resolveu abrandar uma de suas regras mais duras para evitar enormes punições durante a temporada 2024

MotoGP
Divulgação - MotoGP - Twitter

A MotoGP decidiu alterar a punição para os pilotos que violam as regras de pressão mínima dos pneus em 2024, passando de desqualificações para penalidades de tempo, segundo informações divulgadas pela imprensa europeia.

No ano passado, assistimos a um novo conjunto de pressão mínima dos pneus que todos os pilotos tinham de aderir durante 30% de uma corrida de velocidade e 50% de um Grande Prémio, com o regulamento obrigatório a partir do Grande Prémio de Inglaterra, após um período de desenvolvimento do novo pneu.

As penalidades por quebrar esta regra foram distribuídas em uma escala móvel a partir de uma advertência para a primeira infração seguida por uma penalidade de três segundos e assim por diante. Para 2024, qualquer piloto que violasse esta regra enfrentaria desqualificação por instância.

Entenda a mudança da MotoGP

Contudo, essa temporada acabou abrandando a regra com a punição drástica sendo substituída por penalidades de tempo, que serão adicionadas ao final das corridas. Se a infração ocorrer durante o sprint de sábado, serão acrescentados oito segundos extras, enquanto se a infração ocorrer no domingo no Grande Prêmio a penalidade será de 16 segundos.

No ano passado, a Michelin, único fornecedor de pneus para o campeonato, achou por bem introduzir o limite das pressões mínimas dos pneus por razões de segurança. O roteiro inicial afirmava que o primeiro Grande Prêmio seria usado para monitorar as pressões, mas que os infratores não seriam penalizados até o GP da Espanha, na quarta etapa do campeonato.

Por fim, as penalidades só foram implementadas em Silverstone, após as férias, com a primeira sanção ocorrendo apenas em Barcelona, no início de setembro, com Maverick Vinales como protagonista. A regra revelou-se controversa para os pilotos, que sentiram particularmente que a pressão mínima do pneu dianteiro de 1,88 bar foi oferecida para estreitar a janela para o pneu funcionar com segurança.

Avatar

Escrito por Fabricio Carvalho

Comentários

Loading…

Oscar Piastri vai ser titular da McLaren, na temporada 2024 da Fórmula 1

F1 hoje: Piastri abre o jogo e acredita que concorrentes não estão tão atrás da Red Bull

Fórmula 1

Sainz confirma alívio com performance da Ferrari