in

Chefe da Haas sinaliza futuro de Bearman na F1: “Merece uma chance”

Ayao Komatsu analisou performance de Oliver Bearman, que realizou sua primeira corrida na Fórmula 1 no fim de semana

Oliver Bearman, piloto reserva de Ferrari e Haas
Oliver Bearman, piloto reserva de Ferrari e Haas (Divulgação/Ferrari)

A atuação de Oliver Bearman no GP da Arábia Saudita vem gerando grande repercussão. Com a promissora performance do britânico de 18 anos na Ferrari no fim de semana, o futuro da revelação na Fórmula 1 vem sendo debatido no paddock.

Além de piloto reserva da Ferrari, Bearman também é suplente na Haas. Diante do desempenho contestado de Nico Hülkenberg e Kevin Magnussen na equipe norte-americana, a presença da revelação na Fórmula 1 na escuderia começa a ser especulada.

Novo chefe da Haas, Ayao Komatsu não poupou elogios a Bearman, sétimo colocado em Jeddah e eleito o piloto do dia. “Incrível”, resumiu o substituto de Guenther Steiner na equipe. “Este circuito não é o mais fácil de entrar no TL3. Então estou muito feliz por ele. Impressionante”.

Embora reconheça que Oliver Bearman pode ter uma sequência na Fórmula 1, Komatsu despistou se o britânico assumiria o assento da Haas a partir de 2025. “Ele merece uma chance no próximo ano, eu acho”, opinou.

Entretanto, o chefe da Haas defendeu seus atuais pilotos. “Kev [Magnussen] teve um desempenho fantástico hoje. Nico [Hülkenberg] também cumpriu. Então, como posso sentar aqui e dizer: [Bearman é] ‘nosso piloto para o próximo ano’?”, questionou.

Komatsu: “Bearman é o pacote completo”

O engenheiro japonês descreveu as características de Bearman. “Nós o testamos no TL1 do México e em Abu Dhabi. Imediatamente ficou claro para mim e para a maioria de nós que ele é algo especial. Não é apenas a velocidade. É o pacote completo e ele entende os objetivos”, enalteceu Ayao Komatsu.

O chefe da Haas concluiu. “Ele se comportou muito bem. Mesmo durante uma corrida, ele é capaz de absorver as informações da volta anterior e depois fazer pequenos ajustes para dar o próximo passo melhorar. Ele mostrou maturidade imediatamente, como se já fizesse isso há alguns anos”.

Oliver Bearman pode reaparecer na Ferrari daqui a duas semanas, no GP da Austrália do dia 24, caso Carlos Sainz não se recupere a tempo. O espanhol realizou uma cirurgia de apendicite na última sexta (8).

Comentários

Loading…

Max Verstappen e Charles Leclerc, GP de Las Vegas, Fórmula 1

Em meio à crise interna, Red Bull pode perder três engenheiros cruciais para a Ferrari

Daniel Ricciardo, RB, Fórmula 1 2024

Daniel Ricciardo explica desempenho ruim da RB em Jeddah: “O carro não funciona 100%”