in , ,

Com nove vitórias, Espanha vive melhor domingo de sua história nos esportes a motor

Espanha festejou uma data histórica com triunfos nas mais diversas modalidades, como Fórmula 1, Indy e MotoGP

Espanha viveu um dia inesquecível no automobilismo
Espanha viveu um dia inesquecível no automobilismo (Divulgação)

O dia 24 de março de 2024 entrará para a história do esporte da Espanha. Numa única data, o país europeu festejou nove triunfos no automobilismo.

Carlos Sainz, Jorge Martín, Arón Canet, Dani Holgado, Álvaro Bautista, Álex Palou, Jorge Prado, Daniela Guillén e Íñigo Iglesias foram os protagonistas do feito histórico entre os desportistas espanhóis. Todos ganharam corridas em modalidades diferentes dos esportes a motor.

Logo após se recuperar de uma cirurgia de apendicite, a presença de Carlos Sainz no GP da Austrália ainda era uma dúvida antes do primeiro treino livre no circuito de Albert Park. Mas, apenas duas semanas depois da operação, o piloto da Ferrari se sentiu tão à vontade que dominaria a prova em Melbourne.

Na segunda volta, Sainz fez uma grande ultrapassagem por fora no praticamente invencível Max Verstappen, que largou na pole. A Red Bull do holandês quebraria na sequência, por conta de um superaquecimento no freio traseiro. O ferrarista ganharia sua terceira corrida na Fórmula 1, sem ter a vitória ameaçada em nenhum momento. Além disso, interrompeu uma sequência de nove vitórias seguidas de Verstappen.

Espanha venceu nas três divisões da MotoGP

O feito de Carlos Sainz era só o começo de um dia de glória para o automobilismo da Espanha. Horas depois, a nação ibérica faria barba, cabelo e bigode na motovelocidade, com vitórias na MotoGP, Moto2 e Moto3 no Circuito de Portimão, respectivamente, de Jorge Martín, Arón Canet e Daniel Holgado. O trio também lidera as categorias correspondentes.

Martinator largou na terceira posição no GP de Portugal, em Algarve. Mas rapidamente o espanhol da Pramac assumiu a liderança, dominando a corrida praticamente de ponta a ponta. Com a sólida vitória, Jorge Martín se tornou o primeiro colocado no Mundial de MotoGP com 60 pontos, abrindo 18 contra o sul-africano Brad Binder, o segundo colocado.

Estreante na categoria rainha, o jovem Pedro Acosta conseguiu o primeiro pódio na carreira apenas em sua segunda prova, com o piloto de 19 anos terminando a prova em terceiro.

Pela Moto2, Aron Canet ganhou pela primeira vez na divisão inferior da motovelocidade. Já na Moto3, Daniel Holgado resistiu à pressão imposta pelo compatriota José Antonio Rueda. Tanto que a diferença de Holgado para Rueda foi de apenas 0.044 segundos.

O veterano Álvaro Bautista também mostraria toda a sua experiência no WorldSBK. Atual bicampeão do Mundial de Superbike, o espanhol da Ducati, que completará 40 anos em novembro, triunfou na segunda corrida do fim de semana, no Circuito de Barcelona. Bautista é o vice-líder da competição com 75 pontos, 12 na frente do líder, o italiano Nicolò Bulega.

Numa das divisões inferiores do WorldSBK, Íñigo Iglesias ganhou a Corrida 2 do Mundial de Supersport 300 ou WorldSSP300 no Circuito de Barcelona. O espanhol se recuperou da desclassificação na bateria anterior após também receber a bandeirada em primeiro. Líder do campeonato com 28 pontos, Iglesias superou na última volta o compatriota Julio Garcia.

Palou sobra em evento extraoficial da Indy

Outro bicampeão nascido na Espanha, Álex Palou ganhou ontem (24) a Corrida do Milhão da Fórmula Indy no Thermal Club, um resort da Califórnia. A etapa All-Star Race é uma novidade no calendário do tradicional campeonato de monopostos, distribuindo prêmios milionários para os pilotos. Mas a rodada não contou pontos para a competição.

Realizada de uma forma diferente do tradicional, a Corrida do Milhão foi formada por três etapas neste domingo (24). Dois grupos de automobilistas disputaram baterias de 10 voltas, com seis de cada uma passando para a corrida principal de 20 voltas.

Álex Palou foi o pole position do segundo grupo, dominou a segunda bateria e na prova principal não foi ameaçado pelos oponentes. Além de ganhar a Corrida do Milhão de ponta a ponta, o espanhol da Chip Ganassi Racing embolsou o prêmio de US$ 500 mil (cerca de R$ 2,5 milhões, na cotação atual).

Os torcedores da Espanha também festejaram em dose dupla no Motocross neste domingo (24). No campeonato mundial da categoria, Jorge Prado venceu as duas etapas no circuito de Arroyomolinos, em Madrid. Atual campeão mundial de Motocross, Prado lidera a edição de 2024 do MXGP logo após o GP da Espanha, 10 pontos na frente do segundo colocado. Enquanto isso, Daniela Guillén venceu a segunda prova do WMX Class.

Vitórias nos dias anteriores

Durante todo o fim de semana, a Espanha também obteve grandes resultados nos esportes a motor. Toni Bou venceu o X-Trial (World Indoor) na sexta-feira (22) na França. No sábado (23), os já mencionados Jorge Prado e Daniela Guillén ganharam, respectivamente, a bateria de qualificação e a primeira rodada do WMX, na pista de Arroyomolinos pelo Mundial de Motocross.

Na primeira corrida do Supersport 300 pela divisão inferior WorldSSP do Mundial de Superbike, Adrián Huertas venceu no sábado (23). Por fim, o pódio da sprint da MotoGP em Portugal foi totalmente espanhol. Maverick Viñales venceu pela primeira vez guiando a Aprilia, com Marc Márquez e Jorge Martín completando o top-3.

Comentários

Loading…

Charles Leclerc e Carlos Sainz pela Ferrari

Chefe da Ferrari parabeniza equipe e disse estar orgulhoso de Sainz e Leclerc

Max Verstappen mercedes red bull

Marko não acredita que Verstappen poderia ter conquistado terceira vitória seguida