in

Conheça tudo sobre o GP do Japão, próxima corrida da Fórmula 1

Prova japonesa está no calendário da categoria há algum tempo e tem sua mais nova edição nos dias 5, 6 e 7 de abril deste ano

Reprodução/F1.com

O circuito de Suzuka tem sido sede do Grande Prêmio do Japão há quase dois anos. Seu layout exclusivo em ‘figura de 8’, que inclui a famosa curva 130R, foi palco de muitos momentos memoráveis da Fórmula 1 ao longo dos anos, incluindo decisões de vários campeonatos.

O Grande Prêmio do Japão de 2024 está agendado para 5 a 7 de abril. É a primeira vez que Suzuka recebe uma corrida tão cedo na temporada. O GP foi realizado mais de 40 vezes, embora nem todas as corridas tenham feito parte do Campeonato Mundial de Fórmula 1. Um recorde de 13 campeonatos foram decididos no Japão, em grande parte devido ao fato de a corrida ter um calendário no final da temporada durante grande parte de sua existência. A primeira corrida – fora do campeonato – foi realizada no Circuito de Suzuka em 1963, logo após o circuito ter sido construído pela Honda.

Ao longo dos anos, o Grande Prêmio do Japão foi dividido entre Suzuka e Fuji Speedway, de propriedade da Toyota. Foi em Fuji que o Japão sediou pela primeira vez uma etapa do campeonato mundial de F1 em 1976. A corrida foi disputada sob condições de chuva fortes. James Hunt terminou em terceiro e foi coroado campeão mundial sobre seu rival pelo título, Niki Lauda, que se recusou a arriscar a vida nessas condições.

Fuji voltaria a sediar o Grande Prêmio do Japão em 1977, mas esta seria a última vez que o evento seria realizado em dez anos. A corrida não conseguiu capturar a imaginação como a decisão do título da temporada anterior e alguns dos principais nomes do esporte, incluindo o recém-coroado campeão de 1977 Niki Lauda, não correram no evento.

Além disso, durante a corrida, um marechal e um fotógrafo foram mortos por destroços. Embora ambos estivessem em uma área proibida no momento, o incidente levantou preocupações de segurança na pista. Depois, complicações nas viagens e preocupações financeiras persuadiram a F1 a deixar o mercado japonês. O Grande Prêmio do Japão apareceu no calendário provisório de 1978 e estava programado para acontecer em abril; mas nunca se concretizou.

Suzuka estava preparada para sediar o retorno da prova japonesa em 1985, mas os atrasos em trazer o circuito aos padrões da categoria fizeram com que a pista sediasse sua primeira corrida do Campeonato Mundial de Fórmula 1 em 1987. O local, de propriedade da Honda, era um sucesso imediato entre fãs e pilotos.

O circuito logo conquistou seu lugar. Realizado no final da temporada, o Grande Prêmio do Japão decidiu o campeonato por cinco anos consecutivos entre 1987 e 1991. Entre as decisões do título estavam dois confrontos famosos e polêmicos entre Ayrton Senna e Alain Prost. A dupla colidiu na chicane final em 1989, antes de se unirem na curva de abertura um ano depois.

Circuito de Suzuka ainda representa o Japão na Fórmula 1

Em abril de 2021, a Fórmula 1 concordou com uma extensão de contrato de 3 anos com o Circuito de Suzuka que manteve o país asiático no calendário até pelo menos 2024. A prova foi cancelada devido à pandemia de Covid-19 em 2020 e 2021, mas retornou em 2022.

Apesar de as fronteiras do país terem permanecido fechadas durante a pandemia, Suzuka atraiu o maior número de espectadores em dez anos no seu regresso em 2022, com 200.000 pessoas a passarem pelos portões durante o fim de semana. O número de público cresceu para 222 mil em 2023, o maior público do circuito desde 2006.

Em fevereiro deste ano, apesar dos rumores de uma oferta rival de Osaka para assumir as funções de anfitrião, a Fórmula 1 confirmou que havia assinado um novo contrato de cinco anos com Suzuka para permanecer como sede do Grande Prêmio do Japão até pelo menos 2029.

Avatar

Escrito por Arthur Santos Eustachio

Meu nome é Arthur Santos Eustachio. Sou formado em Jornalismo pela Cásper Líbero.

Atuo como produtor de conteúdo para sites e mídias digitais. Escrevo notícias sobre esportes em geral - hoje principalmente na área de automobilismo: Fórmula 1, MotoGP e Nascar. Já trabalhei na 365Scores e como administrador de páginas esportivas.

Meus esportes favoritos são futebol, tênis, basquete e Fórmula 1. Minhas maiores referências são Cristiano Ronaldo, Novak Djokovic e Max Verstappen.

No mais, curto ler, ouvir música, assistir filmes e, claro, praticar esportes.

Comentários

Loading…

MotoGP

Liberty não descarta evento conjunto entre F1 e MotoGP

Fernando Alonso e George Russell, pilotos da Fórmula 1

Fórmula 1: Russell e Alonso divergem sobre acidente no GP da Austrália