in

Ex-empresário diz “não ter mais esperanças” de rever Michael Schumacher

Frustrado, Willi Weber relata que esposa do ex-piloto o proibiu de visita-lo após o acidente

Michael Schumacher, heptacampeão da Fórmula 1
Michael Schumacher, heptacampeão da Fórmula 1 (Divulgação/ Twitter Ferrari)

No próximo dia 28 de dezembro, será o décimo aniversário do impactante acidente de esqui envolvendo Michael Schumacher.

Recentemente, Jean Todt, seu ex-chefe de equipe na época de Ferrari, voltou a demonstrar ser bem-vindo nas dependências do heptacampeão de Fórmula 1, mas evitou falar sobre seu estado de saúde, em respeito à família.

No entanto, quem não parece ter o mesmo apresso dos familiares do ex-piloto alemão é Willi Weber. Ele foi um dos responsáveis por descobrir Schumacher e auxiliá-lo em sua ascensão à Fórmula 1, tornando-se seu empresário.

Tudo indica que, ao longo do tempo, o gerente gradualmente se afastou da família Schumacher. Agora, ele admite que Corinna, esposa do heptacampeão mundial, não o permite visitar seu “ex-aluno”.

Infelizmente, quando penso em Michael agora, não tenho esperança de vê-lo novamente“; enfatizou Weber, em recente entrevista ao Express. “Não recebo notícias positivas depois de dez anos“; revelou.

Weber ainda se considera amigo de Schumacher, mas guarda mágoas por não ter ido a Grenoble para visitar o hospital onde ele foi internado após o incidente na França.

É claro que sinto muito por isso […] Eu me senti como um cachorro após o acidente, isso teve um impacto muito forte em mim, você pode imaginar. Claro, também o fato de Corinna não me permitir mais contato. Mas em algum momento eu tive que me ‘separar’ de Michael“; desabafou.

O alemão de 81 anos também relatou que as pessoas continuaram tendo ele como um “porta-voz” do estado de saúde de Michael, mesmo que não tivesse muito o que informar.

Mesmo três ou quatro anos depois, as pessoas que me reconheciam continuavam me perguntando: ‘Você é o ex-empresário de Schumacher? Como está Michael?’ Foi então que parei de tentar me explicar e pensei: ‘Por que ninguém me pergunta como estou?’ Estava claro para mim: ‘bem, agora acabou. Essa merda tem que sair da minha cabeça'”; encerrou Weber.

O acidente de Michael Schumacher

O ocorrido foi no resort alpino de Meribel, onde a lenda alemã estava acompanhado de amigos e seu filho Mick, atualmente piloto de F1 e WEC.

Segundo relatos da época, ao tentar ajudar uma vítima de outro acidente, Schumacher desviou-se da pista, tropeçou em uma de suas pranchas, e acabou caindo de cabeça em uma rocha localizada mais à frente.

Reprodução / YouTube / vejapontocom

Três dias após o acidente, Michael Schumacher passou por uma cirurgia no Hospital de Grenoble para aliviar o edema cerebral profundo causado pelo impacto. Ele esteve assim em coma induzido no Hospital de Lausanne, próximo de sua casa.

Em 16 de junho de 2014, sua família anunciou que ele havia acordado e seria transferido para seu lar, em Gland, na Suíça. No entanto, mais três meses se passaram antes que, em 10 de setembro, Michael fosse finalmente para sua residência.

Na época, seu representante, Sabine Kehm, destacou que, embora tenha havido progressos em relação à gravidade da lesão nas últimas semanas e meses, ainda havia um longo e desafiador caminho pela frente. Desde então, informações detalhadas sobre a condição do ex-piloto são escassas e essa é praticamente a informação oficial mais recente.

Avatar

Escrito por Mateus Pereira

Colaborador do Naspistas desde 2023, nasci no estado do Rio de Janeiro e alinho minha maior paixão à minha vocação através da produção de conteúdo sobre esportes. Entre as minhas áreas de maior domínio e experiência profissional estão o automobilismo, o futebol e o universo geek.
Certificado como Jornalista Digital e Social Media pela Academia do Jornalista, contribui no passado como Colunista, Editor-chefe e Líder da editoria de Esportes nos portais R7 Lorena e iG In Magazine.

Comentários

Loading…

Oliver Bearman dominou o GP do Azerbaijão, na temporada 2023 da Fórmula 2

Fórmula 2 premia Oliver Bearman por melhor atuação em 2023

Max Verstappen durante o GP do Catar de Fórmula 1.

Max Verstappen fala sobre corridas em clima extremo: “Uma loucura”