in

Ex-mecânico da McLaren prevê disputa entre Hamilton e Leclerc na Ferrari em 2025 

Para Marc Priestley, a relação entre Hamilton e Leclerc será influenciada pelo desempenho da equipe italiana na próxima temporada

Lewis Hamilton em sua última temporada pela Mercedes.
X/MercedesAMGF1

A temporada de 2024 da Fórmula 1 ainda está no início, mas já tem muito gente pensando no futuro. Além do agitado mercado de pilotos para 2025, a parceria entre Lewis Hamilton e Charles Leclerc na Ferrari também já é motivo de debate entre fãs e especialistas. Marc Priestley, ex-mecânico da McLaren na F1, deu sua opinião sobre o futuro da escuderia italiana com a nova dupla.

Em entrevista ao site OLBG, Priestley, que trabalhou com nomes como Mika Hakkinen, Fernando Alonso e o próprio Hamilton, falou sobre o que se pode esperar da parceria entre o heptacampeão e o piloto monegasco. O ex-mecânico acredita que se a Ferrari tiver um carro capaz de entrar na disputa pelo título, a rivalidade entre os pilotos irá aumentar.

“Se a Ferrari se tornar o melhor carro, aí é que a coisa fica muito complicada. Nunca vi uma situação como essa em que os pilotos não se desentendam e causem problemas dentro da equipe. É um ambiente competitivo, e o santo graal é o campeonato. Se o seu concorrente é o cara do outro lado da garagem com o mesmo macacão. Ele é seu inimigo e não seu companheiro de equipe. Leclerc e Hamilton começarão com um enorme respeito um pelo outro, mas isso pode acontecer na pista de corrida”, disse.

+ Lewis Hamilton ‘aprova’ Adrian Newey na Ferrari: “Seria incrível”

Embora Hamilton seja o maior campeão da história da F1, Priestley acredita que o britânico ficará com o posto de ‘coadjuvante’. “Charles Leclerc não pode se dar ao luxo de deixar Lewis Hamilton chegar e ser o principal homem da Ferrari.”

“Leclerc já é razoavelmente experiente, tem alguns anos de experiência e não é um novato. Se um piloto aceita ser o segundo piloto da equipe, você assina sua própria sentença de morte e perde desempenho com isso. Leclerc precisa entrar na equipe no próximo ano, pensando que será melhor do que Hamilton. A F1 é um esporte em que uma grande parte é técnica do carro, mas uma grande parte é a confiança do piloto em sua própria capacidade.”

“Minha experiência com duplas de pilotos, especialmente as novas, é que eles serão os melhores amigos no início. Certamente terão um enorme respeito um pelo outro. Mas tudo isso pode mudar se Hamilton e Leclerc estiverem competindo pelo título um contra o outro”, completou Priestley. 

Danielle Barbosa

Escrito por Danielle Barbosa

Jornalista.

Comentários

Loading…

Mick Schumacher

Mick Schumacher reage a pergunta sobre futuro na F1: “Não posso dizer mais do que isso”

World SBK

WorldSBK passará por alterações importantes em 2027