in

Ex-pilotos pedem Liam Lawson na vaga de Sergio Pérez na Red Bull ainda em 2024 

Sergio Pérez é apenas o sexto colocado na classificação do campeonato de 2024 após 12 corridas; a diferença para Verstappen é de 137 pontos.

Sergio Pérez, Red Bull, ex
Divulgação/X: Red Bull

Nem mesmo a recente renovação até o fim de 2026 parece ter dado paz e tranquilidade para Sergio Pérez na Red Bull. O mexicano mais uma vez apresenta um desempenho muito abaixo de seu companheiro de equipe, Max verstappen. Para piorar,depois do vice-campeonato em 2023, o piloto é apenas o sexto colocado na classificação do campeonato. E já há quem defenda sua saída da equipe de Milton Keynes.

O ex-piloto de F1, Christijan Albers, por exemplo, destacou que a renovação precipitada de Pérez foi apenas para agradar Max Verstappen. Para o holandês, entretanto, a Red Bull precisa corrigir o erro, já que o campeonato está mais apertado.

“A competição está mais acirrada agora, então aqueles cinco ou seis décimos (por volta) doem. Ele agora está fora dos dez primeiros”, disse Albers ao De Telegraaf. “Basta colocar (Liam) Lawson lá. O que eles têm a perder? De qualquer forma, eles já estão fora dos dez primeiros com Perez”, acrescentou.

+ Jenson Button prevê demissão de Sergio Pérez da Red Bull: “Não pode durar para sempre”

Giedo van der Garde foi outro ex-piloto a defender a troca de Pérez por Liam Lawson na Red Bull. “Ele dirá: ele (Perez) não está bem e é importante que nos tornemos campeões de construtores, então coloque outra pessoa”, disse ao podcast DRS De Race Show.

Na verdade, existe apenas uma escolha simples. Não o (Daniel) Ricciardo, porque ele ainda tem um desempenho pior que o Tsunoda. Ricciardo deveria terminar o ano e depois fazer outra coisa. Eu digo, basta colocar Liam Lawson. Ele é um novato e ainda pode aprender muito com Max. Ninguém espera muito dele, porque ainda é um novato. Max se dá bem com Lawson e também não representa uma ameaça para Max”, completou.

Após o GP da Inglaterra, em que Pérez não pontuou, Christian Horner, chefe da Red Bull, falou sobre a situação do mexicano. 

“Ele sabe que é insustentável não marcar pontos. Temos que marcar pontos naquele carro e ele sabe disso. Ele conhece o seu papel e o seu alvo, por isso ninguém está mais ansioso do que Checo para recuperar a sua forma”, afirmou Horner.

Embora ainda lidere a classificação do campeonato de construtores, a Red Bull teme a aproximação dos rivais em meio a má fase de Pérez. Após 12 etapas, a diferença para a vice-líder Ferrari é de 71 pontos (373 contra 302).

Danielle Barbosa

Escrito por Danielle Barbosa

Jornalista.

Comentários

Loading…

Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes.

Toto Wolff diz que recuperação da Mercedes não influenciará busca por piloto para 2025

Pedro Ebrahim

Pedro Ebrahim será piloto consultor na prova da WEC em SP