in

Haas processa Guenther Steiner por sua autobiografia; entenda

O engenheiro processou recentemente a equipe, mas se tornou alvo de novo processo

Guenther Steiner - Ex-chefe da Haas
Guenther Steiner (Divulgação / F1)

Em janeiro deste ano, Guenther Steiner se viu fora da função de chefe de equipe da Haas, após cerca de 8 anos. Apesar de se apresentar como uma mudança necessária para ambos os lados envolvidos, parece que o fim deste ciclo não ocorreu da forma mais amigável possível.

Prova disto é o recente processo movido pelo engenheiro contra a equipe de Fórmula 1 sobre comissões não pagas. Agora, porém, chegou a vez da escuderia responder “à altura” com um novo processo.

Leia também:
– Steiner aciona Justiça e move processo contra a Haas
– Hamilton tem muitas chances de vencer na Ferrari, garante Steiner

Apenas alguns dias após Steiner ter levado sua antiga equipe ao tribunal, a Haas optou por abrir um processo referente à supostas violações de marca registrada em seu livro “Surviving to Drive”. A Haas alega que seu ex-chefe de equipe criou sua autobiografia sem a devida permissão da marca estadunidense.

O que aponta o processo da Haas?

Em 2023, sem a permissão da Haas Automation, Steiner escreveu, comercializou, promoveu, vendeu, distribuiu e lucrou com uma publicação intitulada ‘Surviving to Drive'”; aponta então o documento da Haas, conforme informado pelo portal GPblog.

Nessa publicação, as marcas registradas da Haas Automation e a imagem comercial da Haas Automation foram, e continuam sendo, usadas e exibidas ilegalmente para ganho financeiro pessoal e lucro ilegal de Steiner. A Haas Automation nunca autorizou o uso pela Steiner das marcas registradas da Haas Automation ou da imagem comercial da Haas Automation no produto acusado“; segue assim o documento.

FIA, Fórmula 1 Guenther Steiner
Guenther Steiner (Divulgação / Haas)

A possível defesa de Guenther Steiner

Se o processo judicial seguir em frente na Califórnia, será importante o tratamento da avaliação de Steiner e da Ten Press sobre o uso das imagens, que poderiam então se enquadrar no conceito de uso justo justo da imagem, o “fair use”. O uso justo de mídia de terceiros é permitido legalmente para indivíduos e editoras utilizarem sem permissão para diversas finalidades, assim como comentários, críticas, reportagens e comédia.

Avatar

Escrito por Mateus Pereira

Colaborador do Naspistas desde 2023, nasci no estado do Rio de Janeiro e alinho minha maior paixão à minha vocação através da produção de conteúdo sobre esportes. Entre as minhas áreas de maior domínio e experiência profissional estão o automobilismo, o futebol e o universo geek.
Certificado como Jornalista Digital e Social Media pela Academia do Jornalista, contribui no passado como Colunista, Editor-chefe e Líder da editoria de Esportes nos portais R7 Lorena e iG In Magazine.

Comentários

Loading…

Gigi Dall'Igna

Gigi Dall’Igna comenta disputa por segunda vaga na Ducati: “Pensarei nessa semana”

buescher

Buescher confronta Reddick após acidente na Nascar; rival se desculpa