in

Rosberg reforça sonho de Hamilton pilotar Ferrari e descarta encerrar aposentadoria para substituí-lo na Mercedes

Aposentado desde 2016, Nico Rosberg descarta retomar a carreira para substituir Hamilton pela falta de tempo de preparação física e mental.

Rosberg, Fórmula 1
Instagram/Nico Rosberg

O anúncio da mudança de Lewis Hamilton da Mercedes para a Ferrari em 2025 segue repercutindo nos bastidores da Fórmula 1. E quem também falou sobre o assunto foi Nico Rosberg, ex-companheiro do heptacampeão na equipe de Silverstone.

O piloto alemão admitiu surpresa com a decisão de Hamilton, mas lembrou que a Ferrari é uma das equipes lendárias da Fórmula 1. Ou seja, todos pilotos sonham em pilotar em algum momento da carreira. 

“Isso me surpreendeu, mas se você olhar o panorama geral, há duas equipes lendárias nas quais todos querem pilotar – Ferrari e Mercedes. Portanto, posso entender que ele está realizando um sonho pessoal com isso”,  disse ele ao jornal alemão Süddeutsche Zeitung.

+ Ex-piloto Nico Rosberg acredita que Hamilton lutará pelo título da Fórmula 1 de 2024

Nico Rosberg está aposentado da Fórmula 1 desde 2016, quando conquistou seu primeiro e único título mundial superando o próprio Hamilton. Mas desde a confirmação da saída do britânico da Mercedes, seu nome passou a ser especulado para substituí-lo. O alemão, contudo, descarta essa possibilidade.

“Está encerrada [minha carreira], não planejo voltar. Tenho muito respeito pelo perigo. Não poderia fazer isso, teria de me preparar intensamente por um ano inteiro, nem que fosse para treinar as sinapses no meu cérebro”, explicou.

“Um piloto precisa ser muito reativo e preciso em velocidades altas. Perdi isso nesse longo período de pausa. Os músculos são colocados sob muita pressão, apenas para segurar o volante com as forças centrífugas”, completou Nico Rosberg.

Avatar

Escrito por Danielle Barbosa

Comentários

Loading…

Sainz comenta busca por nova equipe após saída da Ferrari: “Quero ter certeza de que escolherei certo” 

Repsol Honda terá Joan Mir e Luca Marini em 2024

MotoGP: Chefe da Honda mostra otimismo para 2024; “Moto mais leve”