in

Verstappen dispara sobre Sprint: “Não há satisfação em ganhar”

Max Verstappen venceu quatro das seis corridas Sprint disputadas em 2023, mas não parece ter se impressionado muito com a marca

Max Verstappen, Red Bull
Reprodução/Red Bull

Max Verstappen não faz questão alguma de esconder sua insatisfação com o atual formato das corridas Sprint. O piloto holandês venceu quatro das seis corridas disputadas na temporada de 2023, superando a própria marca do ano anterior. Em 2022 foram três vitórias. O tricampeão, contudo, demonstrou indiferença com o recorde.

Alvo constante de críticas e diversos debates, as corridas Sprint serão disputadas pela quarta temporada em 2024. A expectativa é de que o formato passe por algumas alterações, incluindo a possibilidade de um grid invertido. Um campeonato separado de Sprint também tem sido cogitado.

Perguntado sobre o assunto, Verstappen definitivamente não está impressionado com as propostas de mudança no formato da Sprint.

“Não significa nada para mim, é o mesmo que cruzar a linha na corrida principal. Não há satisfação em ganhar um Sprint para mim, mas honestamente, eles farão o que quiserem”, disparou Verstappen.

“Não acho realmente interessante, então como eu disse antes, por que precisamos continuar tentando fazer mudanças, quando sinto que falham. Apenas ter o formato de corrida normal e todas as equipes juntas, isso já seria emocionante o suficiente”, completou.

Russell reprova grid invertido:

Além de Max Verstappen, diversos pilotos já demonstraram insatisfação com o atual formato da Sprint. George Russell é um deles, e o piloto ds Mercedes também não parece empolgado com algumas das propostas de mudança.

Recentemente, o piloto inglês explicou por que o conceito de grids invertidos não poderia funcionar na F1.

“Não vou falar em nome dos pilotos, mas minha opinião pessoal é que eu não acredito que corridas com grids invertidos funcionarão. Puro e simplesmente porque aprendi isso quando corri na Fórmula 2 e Fórmula 3. Se você tem os 10 carros mais rápidos, o carro mais desafiador de ultrapassar é aquele com o qual você está lutando”, disse Russell em conversa com à imprensa.

“Se você inverter esse grid, terá o carro mais rápido em 10º, tentando ultrapassar o segundo carro mais rápido em nono, que está tentando ultrapassar o terceiro carro mais rápido em oitavo, então cada carro está tentando ultrapassar seu concorrente mais direto. O que provavelmente acontecerá é que será apenas um comboio de DRS, porque você pode ter um Williams liderando um Haas que ele não consegue ultrapassar, que lidera um Alpine que lidera um McLaren ou qualquer outro. O conceito não funcionará”, afirmou.

+ Ex-Fórmula 1 vê características de Prost, Senna e Schumacher em Max Verstappen

Danielle Barbosa

Escrito por Danielle Barbosa

Jornalista.

Comentários

Loading…

Max Verstappen, Red Bull

Ex-Fórmula 1 vê características de Prost, Senna e Schumacher em Max Verstappen

Vasseur, Ferrari chefe

Vasseur faz promessa para a Ferrari em 2024: “Continuaremos investindo”