in

Bagnaia elege fator crucial para conquista do bicampeonato da MotoGP

Francesco Bagnaia foi campeão pela segunda vez da categoria rainha da motovelocidade na temporada recém-encerrada

Bagnaia MotoGP
Divulgação

Pecco Bagnaia chegou ao seu segundo título mundial da MotoGP, confirmando na última etapa em Valência. A conquista foi assegurada com dificuldade, em virtude da aproximação de Jorge Martín na parte final do campeonato.

No começo de setembro, Bagnaia passou por um grande susto ao sofrer um grave acidente no GP da Catalunha. Ao cair de sua Ducati, a KTM de Brad Binder passou por cima das pernas do italiano.

Em entrevista para a Speedweek, Bagnaia recordou o momento complicado que viveu na Catalunha. Felizmente, o piloto se recuperou a tempo de estar presente no Grande Prêmio seguinte.

“Acordei no dia seguinte e estava muito arrasado, não pude fazer nada. Mas começamos a reabilitação imediatamente e fizemos o máximo para estarmos prontos para Misano, apenas cinco dias depois”, lembrou Pecco.

Bagnaia elegeu GP de San Marino como corrida chave

No GP de San Marino, no circuito de Misano, Bagnaia conquistaria dois pódios, na sprint e na corrida, conquistando pontos que seriam fundamentais. Afinal, Jorge Martín ganhou ambas na etapa.

“Conseguimos chegar à primeira linha do grid e ao pódio em ambas as corridas. Portanto, perdemos apenas 14 pontos [para Martin] em vez de 37, o que fez a diferença no final. Acho que esta corrida foi crucial”, avaliou Bagnaia, que terminaria 39 pontos na frente do espanhol da Pramac.

O bicampeão mundial da MotoGP admitiu que o forte acidente na Catalunha o abalou psicologicamente.

“A nível mental, no entanto, já não conseguia ter um desempenho a 100%. especialmente nas fases iniciais das corridas ou na qualificação. Foi um pouco complicado voltar ao nível que só encontramos nas últimas corridas”, concluiu.

Avatar

Escrito por Marco Andrews Felgueiras Maciel

Jornalista formado pela PUCRS em 2007 e pós-graduado em Imprensa Esportiva e Assessoria de Comunicação pela Universidade Castelo Branco. Atuei na web-rádio Voz do Futebol e escrevo para o Torcedores.com desde 2022, além de colaborar para o site Nas Pistas a partir de 2023. Também edito o SAMBARIO, voltado para carnaval e sambas-enredo, desde 2004. No canal do YouTube do portal (@sambariosite), entrevistamos mais de uma centena de personalidades do samba e do carnaval nos tempos da pandemia. Ainda fui redator e assessor de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade).

Comentários

Loading…

Torcida de Max Verstappen

FIA proíbe sinalizadores utilizados pela torcida de Max Verstappen; entenda

Helmut Marko: "Verstappen e Hamilton nunca serão companheiros de equipe na Fórmula 1".

Ex-Fórmula 1 diz que seria “impossível administrar” Verstappen e Hamilton na mesma equipe