in

Marc Márquez faz balanço da estreia pela Ducati na MotoGP: “Bagnaia e Martin foram mais rápidos”

Na primeira corrida de Marc Márquez pela Gresini Ducati, catalão beliscou o pódio, mas se conformou com a quarta colocação

Marc Márquez defende a Gresini Ducati em 2024
Marc Márquez defende a Gresini Ducati em 2024 (Divulgação: X @marcmarquez93)

A edição de 2024 da MotoGP começou neste fim de semana. No GP do Catar deste domingo (10), a vitória foi do atual bicampeão mundial Francesco Bagnaia. O pódio foi completado por Brad Binder e Jorge Martín. Em sua primeira atuação pela Gresini Ducati numa corrida de percurso completo, Marc Márquez acabou na quarta colocação, depois de acabar em quinto na sprint de ontem (9) vencida por Martín.

Logo após ser ultrapassado por Pedro Acosta, o catalão recuperaria a posição da revelação da MotoGP. Marc Márquez buscou pressionar Jorge Martín em busca da terceira colocação, chegando a ficar a somente quatro décimos do compatriota da Pramac. Mas o oito vezes campeão mundial abriu mão do pódio, preferindo manter o quarto lugar.

“Analisamos muitas coisas com a equipe para tentar administrar a largada, hoje foi melhor. Isso ajudou muito na corrida. Depois consegui administrar bem os pneus”, explicou Marc Márquez, depois do GP do Catar.

Marc Márquez: “Desisti de atacar porque vi a chance de cair”

O oito vezes campeão mundial falou das dificuldades com o pneu dianteiro durante o evento no circuito de Losail, admitindo que necessita evoluir na nova equipe. “Preciso melhorar meu estilo de pilotagem em alguns pontos porque ainda não estou pilotando bem. Mas hoje a corrida foi constante, sólida”, analisou.

Marc Márquez justificou a desistência da perseguição a Martinator, que terminaria em terceiro. “Fiz meu ataque [a Jorge Martín] nas últimas oito voltas. Foi quando comecei a forçar mais com o pneu dianteiro. Nas duas últimas voltas desisti, porque vi a chance de cair. E a chance de somar mais dois pontos, mais três pontos. Preferi terminar em quarto e esperar duas semanas em Portimão”, esclareceu.

O ex-piloto da Repsol Honda avaliou que ‘começará do zero’ na próxima rodada da MotoGP, no GP de Portugal no próximo dia 24. Marc Márquez observou que a moto da Gresini Ducati tinha as informações do teste de pré-temporada realizado no próprio circuito no Catar no mês passado.

“É aí que precisamos de perceber onde estamos. Mas, fora isso, ainda sinto que estou a melhorar o meu estilo de pilotagem passo a passo”, disse Marc Márquez, que completou: “Mas neste momento foram Bagnaia e Martin que foram hoje mais rápidos do que eu e devo aprender com eles”.

Comentários

Loading…

Caio Collet é sétimo em sua estreia na Indy NXT em Saint Petersburg

Theo Pourchaire, Super Fórmula

Atual campeão da F2, Pourchaire admite preocupação após estreia terrível na Super Fórmula