in

Valentino Rossi, lenda da MotoGP, falou sobre seus famosos testes na Fórmula 1

Italiano afirmou que chegou bem perto de pilotar pela Minardi

Divulgação

Valentino Rossi participou de vários testes em carros de Fórmula 1 da Ferrari entre 2004 e 2006. Apesar de nunca ter corrido pela principal categoria do automobilismo, os testes fazem parte do folclore do automobilismo.

Curiosamente, como dito na época, a lenda da MotoGP rodou em tempos competitivos como os de Michael Schumacher. Além disso, ele recebeu o apoio do presidente da Ferrari para mudar em tempo integral para a F1. Agora, Rossi falou sobre a história no podcast de Gianluca Gazzoli.

“Foi verdade no sentido de que, em 2004, quando ganhei com a Yamaha, Stefano Domenicali me ligou e disse ‘Tenho que deixar você testar o carro’. Fomos a Fiorano testar o carro. Fui bastante rápido e rodei abaixo do minuto – 59’1”, iniciou o italiano.

“Lembro que os mecânicos apostaram se eu faria uma volta acima ou abaixo de um minuto e, no final, ganhei. Depois desses testes fui para Mugello. Também fiz um teste real em Valência. E aí eu tive que escolher. Se eu tivesse dito sim, teria corrido com a Minardi, a equipe B. E então, se eu tivesse ido rápido o suficiente, o objetivo e o caminho teriam sido correr com a Ferrari”, acrescentou o sete vezes campeão da MotoGP.

Valentino Rossi continuava preferindo as motos

A Minardi, com sede na Itália, acabou sendo comprada pela Red Bull e renomeada como Toro Rosso em 2006. No entanto, eles ainda usariam motores Ferrari. Mas a esperança de atrair o ícone das duas rodas e lenda do esporte italiano terminou em fracasso.

“Eu ainda tinha 27 anos e não tinha vontade de dar esse salto porque sabia que poderia ganhar mais alguns títulos e ter satisfação no motociclismo. Para mim a moto sempre foi a melhor”, comentou Valentino Rossi.

“No final me saí muito bem, mesmo que a curiosidade permanecesse, não sei o que poderia ter feito Mas ganhei muitas corridas icônicas e dois campeonatos mundiais e me saí bem assim”, falou o italiano.

Por fim, vale lembrar que Rossi já havia falado sobre o assunto no podcast de Graham Bensinger. Dessa forma, ele havia dito que o plano direto não era correr com a Ferrari e chegou a ser pressionado por todo mundo para correr na Fórmula 1.

“Para a F1, eu tinha um plano, mas não foi direto com a Ferrari. Era começar com uma equipe pequena, tentar ganhar alguma experiência e depois, se eu fosse rápido o suficiente, chegaria à Ferrari. Eu também tive muita pressão da minha parte como ‘Vá com o carro, vá com a Ferrari’ porque é algo grande”, relembrou a lenda da MotoGP.

“Todo mundo quando tentei explicar e pedir ajuda para minha decisão, me disseram ‘você tem que ir para a F1’. Até minha mãe, por exemplo. Acho que tive que decidir sozinho e, no meu coração, acho que tive que ficar na MotoGP”, finalizou Valentino Rossi.

Comentários

Loading…

Daniel Ricciardo tem a confiança de Laurent Mekies

Daniel Ricciardo lembra cirurgia com mesmo médico que operou Marc Márquez

Steiner - Ex-chefe da Haas

Chefe da Haas lamenta falhas no desenvolvimento dos carros em 2023