in

De volta pra casa

Olá, leitores do Nas Pistas! Neste fim de semana estarei disputando a 2ª etapa da Porsche Cup Challenge, no Velocitta, em Mogi Guaçu. A pista do interior de São Paulo me traz boas lembranças, já que venci três provas em em outras categorias.

O Velocitta é uma casa importante do automobilismo brasileiro e um local que representa uma grande mudança na minha vida, porque foi onde começamos a gravar o Acelerados, em 2014. Na época em que era só um projeto, uma ideia, colocamos muita energia e empenho para dar certo.

Eu lembro como se fosse hoje da primeira diária nossa, em junho de 2014, ainda não existia a curva da caipirinha, era um traçado diferente. De lá para cá muita coisa mudou e o Velocitta passou de uma pista de track day para um dos grandes palcos do automobilismo brasileiro e a casa do Acelerados.

Já gravamos mais de 400 voltas rápidas com o Rubinho e sinto uma energia muito boa neste lugar. Uma curiosidade é que as pessoas falam que eu vou andar bem no Velocitta porque gravamos os programas lá, mas o traçado do Acelerados não é o mesmo utilizados nas competições.

Para o programa usamos o traçado mais curto e somente a curva um é a mesma do traçado oficial, a segunda curva usamos de uma outra forma, já que não temos a curva da caipirinha e o restante das curvas não está no que vou competir na Porsche Cup. Claro que de vez em quando dou umas voltas no traçado de 3.443 metros que será usado neste final de semana, mas atualmente todos os pilotos já conhecem a pista que há alguns anos faz parte do calendário regular dos principais campeonatos do país.

Então não vejo tanta vantagem pela corrida ser em Mogi Guaçu, mas o que posso dizer é que me sinto bem neste lugar e gosto muito da pista que é extremamente técnica, com trechos de alta e baixa velocidade.

Acho o Velocitta um lugar fantástico, tem uma energia muito boa e adoro ir para lá, seja para trabalhar, competir profissionalmente ou me divertir. Um lugar que eu acho que todos que gostam de carro e de corrida deveriam conhecer.

Agora vou me concentrar para trazer um bom resultado e depois volto aqui para contar como foi.

Gerson Campos

Escrito por Gerson Campos

Comentários

Loading…

Ceo da McLaren Zak Brown

CEO da McLaren desvenda chave do sucesso de equipes dominantes na Fórmula 1 e quer copiar 

Haas, equipe de Fórmula 1

Fórmula 1: chefe da Haas espera dificuldades no GP do Japão