in

Alonso abre o jogo sobre permanência na Aston Martin: “Muito importante para mim

Honda e Aramco serão parceiras da Aston Martin e convenceram Fernando Alonso a renovar seu contrato para 2026

fernando alonso fórmula 1
Foto de Fernando Alonso no carro da Aston Martin na Fórmula em registro compartilhado pela Aston Martin Aramco Cognizant F1 Team no X/Twitter

O veterano Fernando Alonso disse que é “motivador” voltar a se reunir com a Honda na Aston Martin a partir da temporada de Fórmula 1 de 2026. Na última quinta-feira (11), Alonso e Aston Martin anunciaram que o espanhol permanecerá na equipe até pelo menos 2026, quando a Honda se juntará à equipe de Silverstone como parceira de fábrica.

Alonso e Honda tiveram laços quando trabalharam juntos durante uma parceria McLaren e Honda de três anos, que foi encerrada antecipadamente devido aos maus resultados e a uma relação de trabalho difícil fora das pistas.

Na época, o bicampeão mundial de Fórmula 1 não teve boa relação com a empresa japonesa, tendo feito críticas públicas. Mas anos depois, as “feridas” parecem ter cicatrizado e, embora Alonso tenha reconhecido que “não funcionou na McLaren”, ele disse que poder trabalhar novamente com a Honda foi uma parte de sua decisão de renovar com a Aston Martin.

“Parte da decisão de permanecer na Aston é porque eles estão com a Honda em 2026. Foi muito, muito importante para mim. A Honda é definitivamente um fabricante que tem tanto sucesso na Fórmula 1 e no mundo do automobilismo, sempre foi uma empresa que respeitei. Não funcionou para nós da McLaren nos anos em que eles entraram no esporte, mas logo depois resolveram todos os problemas e atualmente dominam o esporte”, elogiou Alonso em seu anúncio de renovação com a Aston Martin.

“Acho que eles terão uma base para 2026 que já é muito forte, mas também têm a capacidade de Sakura de construir algo realmente bom. Depois da experiência também com a McLaren e a IndyCar, temos agora a oportunidade de trabalhar juntos novamente. Isso para mim é um verdadeiro prazer.”

Entrada de outra empresa também levou Alonso a aceitar a renovação

Outro ponto para a renovação de Alonso foi a Aramco, parceira de combustível da Honda e da Aston Martin, que está de mudança para combustíveis sustentáveis, o que convenceu ainda mais Alonso de que a união era uma situação ganho para os dois lados desta vez.

“Obviamente, com os combustíveis sustentáveis ​​que teremos em 2026, isto é algo que eu adoraria experimentar. Temos um grande parceiro na Aramco, então vejo uma situação ganha-ganha. Em 2026, com certeza entraremos em um terreno desconhecido em termos de regulamentos, mas se eu tiver que escolher um, sinto que escolherei nosso projeto, nosso motor e nossa unidade de potência”, seguiu Alonso.

“Em primeiro lugar, porque acho que eles estão dominando o esporte, eles têm um motor muito, muito forte na Red Bull e no AlphaTauri (Visa Cash). E em segundo lugar, porque com os novos combustíveis e as novas regulamentações, eles terão todas as ferramentas disponíveis para ter sucesso.”

Avatar

Escrito por Matheus Camargo

Comentários

Loading…

Carlos Sainz, piloto da Ferrari

Ferrari emplaca pódio em todas os GPs da Fórmula 1 em 2024

GP da Austrália 2024, Fórmula 1

Fórmula 1 divulga calendário de 2025; confira