in

Fórmula 1 planeja motores com mais ruídos a partir de 2030

Objetivo é aumentar ainda mais o tradicional ronco dos motores, para delírio dos simpatizantes da Fórmula 1

Circuito de Hockenheim, Fórmula 1
Circuito de Hockenheim pela F1 2018 (Reprodução / hockenheimring.de)

Uma das marcas da Fórmula 1 na mente de qualquer pessoa é o clássico ruído provocado pelos motores. Pois existe a possibilidade do ronco aumentar seus decibéis, com o intuito de empolgar mais os amantes do automobilismo.

Como o regulamento visando as mudanças nos chassis e unidades de potência para 2026 está prestes a ser finalizado, o próximo passo seria rever o atual conceito dos motores.

Desde 2014, quando o turbo híbrido passou a ser utilizado na Fórmula 1, os torcedores se queixam da diminuição do ruído com relação ao antigo motor V8.

O CEO da Fórmula 1, Stefano Domenicali, reconhece a necessidade do campeonato recuperar o ronco da forma como era antes. Mas a medida dependeria da mudança para o uso de combustíveis totalmente sustentáveis a partir de 2026, para que se tenha uma chance do motor híbrido ser descartado.

“Assim que os regulamentos de 2026 forem definidos, começaremos a pensar quais serão os próximos passos, como o motor de 2030”, disse Domenicali, na coletiva antes do GP de Emilia-Romagna, que será neste fim-de-semana em Ímola.

Fórmula 1 deverá publicar novo regulamento até o dia 1º

O dirigente confessou que a possibilidade é uma vontade pessoal, ainda não compartilhada com as equipes de Fórmula 1.

“Se os combustíveis sustentáveis ​​funcionarem, precisaremos avaliar cuidadosamente se continuaremos com a [tecnologia] híbrida ou se melhores soluções estarão disponíveis”, disse o CEO.

Stefano Domenicali acredita que as novas regras para 2026 possam ser oficializadas pela Fórmula 1 em 1º de junho, ou seja, bem antes do prazo estabelecido para dia 30 do mesmo mês.

“Ao manter a solução de unidade de potência híbrida também para 2026, é inevitável um aumento significativo de peso”, alertou o dirigente. “Todos os pilotos gostariam de ter carros mais leves e, pessoalmente, também gostariam de um som um pouco maior. Nesta última frente, estamos trabalhando para tentar aumentar o número de decibéis”, projetou.  

Avatar

Escrito por Marco Andrews Felgueiras Maciel

Jornalista formado pela PUCRS em 2007 e pós-graduado em Imprensa Esportiva e Assessoria de Comunicação pela Universidade Castelo Branco. Atuei na web-rádio Voz do Futebol e escrevo para o Torcedores.com desde 2022, além de colaborar para o site Nas Pistas a partir de 2023. Também edito o SAMBARIO, voltado para carnaval e sambas-enredo, desde 2004. No canal do YouTube do portal (@sambariosite), entrevistamos mais de uma centena de personalidades do samba e do carnaval nos tempos da pandemia. Ainda fui redator e assessor de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade).

Comentários

Loading…

Ex-piloto diz que Hamilton não fará a Ferrari voltar a ser campeã da noite para o dia

Max Verstappen, Red Bull, GP da Espanha 2016

Neste dia, há 8 anos, Max Verstappen vencia pela primeira vez na F1; relembre