in

Hamilton desabafa após eliminação no Q2 da Austrália:  Mesma sensação por três anos consecutivos” 

Lewis Hamilton irá largar na 11ª colocação do grid no GP da Austrália, que acontece na madrugada deste domingo (24)

Lewis Hamilton, Mercedes
Twitter/Mercedes

Lewis Hamilton deverá ter mais um fim de semana complicado. O heptacampeão foi eliminado no Q2 na classificação para o GP da Austrália, ficando com a 11ª colocação no grid. A corrida acontece na madrugada de sábado para domingo (24), a partida da 1h (de Brasília), e é válida pela terceira etapa do calendário.

Após o resultado da classificação, o piloto britânico lamentou o desempenho, principalmente após um bom TL3. Hamilton reforçou que ainda há muito trabalho para se fazer com o W15, mas destacou que todos estão se esforçando ao máximo para isso.

“A cada ida à pista você aprende algo novo. O TL3 foi muito bom para nós e me senti muito otimista ao entrar na classificação, mas não sei se é o vento que aumentou e então o carro ficou muito mais no fio da navalha. São três anos consecutivos de uma sensação semelhante. Mas então há picos de ‘Oh, pode ser bom’ como esta manhã. E então meio que desaparece”, disse.

“Se conseguirmos encontrar essa qualidade no carro e torná-lo mais consistente e mantê-la, talvez possamos ser mais competitivos. Mas há muito trabalho que precisamos fazer, mas todos estão trabalhando o máximo que podem”, acrescentou.

Toto Wolff admite que a Mercedes tem tido problema com o W15 após crítica de Hamilton

Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes, também lamentou o resultado de Hamilton na classificação. O austríaco tratou a eliminação do heptacampeão como um revés após o bom desempenho no TL3.

“Especialmente desanimador porque estávamos a um décimo no TL3. As condições eram um pouco diferentes, mas não há desculpa. Temos um carro que é difícil e você pode entrar e sair da janela por pouco. Só precisamos continuar trabalhando nisso e tentando melhorar. Não é por falta de tentativa que estamos onde estamos, mas não é bom o suficiente”, lamentou Wolff ”, à Sky Sports.

O chefe da Mercedes reforçou ter noção de que ainda há um longo caminho a percorrer antes de voltar a lutar pelas vitórias.

“É uma ilusão chegar mais perto da Red Bull no curto prazo, mas ainda tenho que acreditar que há mais neste carro. Você vê essas performances como esta manhã, e não é um carro ruim, mas é muito complicado entrar e sair da janela de desempenho, e vamos continuar trabalhando nisso”, completou.

Confira o grid para o GP da Austrália:

1º – Max Verstappen (RBR) – 1m15s915

2º – Carlos Sainz (Ferrari) +0s270

3º – Sergio Pérez (RBR) +0s359

4º – Lando Norris (McLaren) +0s400

5º – Charles Leclerc (Ferrari) +0s520

6º – Oscar Piastri (McLaren) +0s657

7º – George Russell (Mercedes) +0s809

8º – Yuki Tsunoda (RB) +0s873

9º – Lance Stroll (Aston Martin) +1s157

10º – Fernando Alonso (Aston Martin) +1s637

11º – Lewis Hamilton (Mercedes) Q2

12º – Alex Albon (Williams) Q2

13º – Valtteri Bottas (Sauber) Q2

14º – Kevin Magnussen (Haas) Q2

15º – Esteban Ocon (Alpine) Q2

16º – Nico Hulkenberg (Haas) Q1

17º – Pierre Gasly (Alpine) Q1

18º – Daniel Ricciardo (RB) Q1

19º – Guanyu Zhou (Sauber) Q1

Avatar

Escrito por Danielle Barbosa

Comentários

Loading…

Toto Wolff, Mercedes

Toto Wolff desabafa após Mercedes ir mal na classificação

Felipe Massa venceu na Stock Car

Felipe Massa vence sprint da Stock Car em Velocitta