in

Mercedes identifica ponto fraco em novo carro para 2024

Diretor de engenharia Andrew Shovlin vê a necessidade de mais desenvolvimento em certo aspecto do W15; leia mais

Divulgação: x/Mercedes

A Mercedes admitiu que precisa ter mais ritmo de volta única com o novo carro W15 antes do Grande Prêmio do Bahrein, na próxima semana. A maior parte do trabalho da equipe de Brackley durante os três dias de testes de pré-temporada desta semana em Sakhir se concentrou na estabilidade do automóvel.

Os esforços da Mercedes produziram bons resultados, com a terceira volta mais rápida de George Russell no geral, sugerindo um forte potencial para ritmo de corrida. No entanto, o diretor de engenharia de pista, Andrew Shovlin, reconhece a necessidade de maior desenvolvimento no ritmo de volta única.

“Ainda estamos tentando ajustar a configuração, definitivamente haverá mais por vir. No geral estamos felizes, definitivamente fizemos progressos. Em termos de ritmo, o longo prazo provavelmente parece ser o nosso ponto forte no momento. Há mais trabalho a fazer em uma única volta, mas devemos estar em posição de ter um bom desempenho quando voltarmos à pista’, disse ele em entrevista.

Os regulamentos de efeito solo de 2022 da Fórmula 1 inauguraram uma nova era para o esporte e, com ela, desafios inesperados para a Mercedes. Tanto Lewis Hamilton quanto Russell enfrentaram um manejo imprevisível, muito distante do passado dominante da equipe. O comportamento errático do carro prejudicou o desempenho e deixou os pilotos ansiosos por estabilidade.

Reconhecendo esta necessidade, a Mercedes priorizou um comportamento consistente e compatível no desenvolvimento do seu carro W15, e os esforços da equipe nesta área têm sido produtivos, como destacado por declarações de Russell sobre o carro.

“É realmente encorajador que muitos dos problemas sobre os quais os pilotos têm falado nos últimos 12 e até 24 meses com o W13 e o W14 pareçam ter sido resolvidos”, acrescentou Shovlin.

“É muito mais agradável dirigir. Ainda temos tempo para encontrar, mas acho que a Red Bull está claramente distante. Acho que é uma boa plataforma para trabalhar a partir deste ano’, comentou também Hamilton.

Avatar

Escrito por Arthur Santos Eustachio

Meu nome é Arthur Santos Eustachio. Sou formado em Jornalismo pela Cásper Líbero.

Atuo como produtor de conteúdo para sites e mídias digitais. Escrevo notícias sobre esportes em geral - hoje principalmente na área de automobilismo: Fórmula 1, MotoGP e Nascar. Já trabalhei na 365Scores e como administrador de páginas esportivas.

Meus esportes favoritos são futebol, tênis, basquete e Fórmula 1. Minhas maiores referências são Cristiano Ronaldo, Novak Djokovic e Max Verstappen.

No mais, curto ler, ouvir música, assistir filmes e, claro, praticar esportes.

Comentários

Loading…

Sauber Fórmula 1 Audi

F1 hoje: Problemas nos bastidores colocam em xeque entrada da Audi em 2026

Diretor técnico da Mercedes admite que gostaria de trabalhar na Red Bull