in

Michael Schumacher sofria grave acidente de esqui há exatos 10 anos

Um dos maiores nomes de todos os tempos da Fórmula 1, Michael Schumacher teve sequelas e se tornou incomunicável

Michael Schumacher
Divulgação/ Twitter Ferrari

Em 29 de dezembro de 2013, a vida de Michael Schumacher mudou para sempre. Um ano depois de sua aposentadoria das pistas, o heptacampeão mundial esquiava em Meribel, nos Alpes franceses. Então, bateu a cabeça numa pedra logo após uma queda. Mesmo utilizando capacete, as lesões na região seriam sérias.

Com traumatismo craniano, Michael Schumacher foi operado e colocado em coma induzido, estado pelo qual ficou por cerca de seis meses. O ex-piloto teria alta somente em setembro de 2014, para seguir com a recuperação em sua residência na Suíça.

A partir daí, poucas notícias foram divulgadas sobre Schumacher. Sem poder se comunicar, seu estado de saúde se tornou um mistério. Nunca mais o ex-automobilista, que completará 55 anos no próximo dia 3, teve aparições públicas. Desde então, recebe atendimento 24 horas por dia de até 15 médicos, massagistas e auxiliares.

Michael Schumacher fez estímulos cerebrais numa Mercedes

Em um especial da Netflix em 2021, a esposa Corinna comentou sobre o marido. “Claro, sinto falta de Michael todos os dias. Mas não sou só eu que sinto falta dele: dos filhos, da família, de seu pai, de todos ao seu redor. Todo mundo sente falta de Michael, mas Michael está aqui. Diferente, mas ele está aqui, e isso nos dá força”, declarou.

O ex-chefe da Ferrari, Jean Todt, é uma das poucas pessoas autorizadas pela família a visitar Michael Schumacher. “Posso entender por que sua família e amigos o estão protegendo, porque deveríamos deixá-lo em paz. Michael está lutando”, disse o famoso dirigente da escuderia italiana.

O advogado do alemão, Felix Damm, esclareceu as razões pelas quais nenhum relatório sobre o estado de saúde de Michael Schumacher foi divulgado. “Sempre se tratou de proteger coisas privadas”, justificou.

De acordo com o jornal alemão Bild, o sete vezes campeão mundial de Fórmula 1 simulou a direção de um carro Mercedes recentemente. Conforme a publicação, Schumacher ouvia o ruído característico da pista da Fórmula 1 com o objetivo de estimular o cérebro com sons familiares. A Mercedes foi a última equipe que defendeu na Fórmula 1, entre 2010 e 2012.

Avatar

Escrito por Marco Andrews Felgueiras Maciel

Jornalista formado pela PUCRS em 2007 e pós-graduado em Imprensa Esportiva e Assessoria de Comunicação pela Universidade Castelo Branco. Atuei na web-rádio Voz do Futebol e escrevo para o Torcedores.com desde 2022, além de colaborar para o site Nas Pistas a partir de 2023. Também edito o SAMBARIO, voltado para carnaval e sambas-enredo, desde 2004. No canal do YouTube do portal (@sambariosite), entrevistamos mais de uma centena de personalidades do samba e do carnaval nos tempos da pandemia. Ainda fui redator e assessor de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade).

Comentários

Loading…

Sergio Pérez vai disputar a edição 2024 da Fórmula 1 pela Red Bull Racing (RBR)

Sergio Pérez pode deixar a Red Bull, opina ex-piloto bicampeão da Fórmula 1 

Vasseur, Ferrari chefe

Vasseur mantém confiança sobre parceria entre Red Bull e AlphaTauri