in

Ralf Schumacher diz que Horner deve pedir demissão imediatamente da Red Bull

Ex-piloto repercutiu caso em que o chefe da Red Bull na Fórmula 1 teria se envolvido com funcionária da escuderia

Ralf Schumacher, ex-piloto de F1
Ralf Schumacher, ex-piloto de F1 (Reprodução: Twitter/SkySport)

A denúncia de assédio contra Christian Horner por uma funcionária continua gerando polêmica. Ex-piloto de Fórmula 1 e atualmente comentarista da Sky Sports, Ralf Schumacher defendeu a saída do chefão da Red Bull.

Diante do pedido de investigação junto à FIA, o irmão de Michael Schumacher acredita que o escândalo vem desviando o foco do noticiário da Fórmula 1 nesta temporada. “Só no dia da corrida no Bahrein é que se falou um pouco sobre o esporte”, observou o alemão ao Sport1.

Ralf Schumacher pediu a Horner que se manifestasse publicamente sobre o caso, já que o chefe da Red Bull mantém o silêncio. “É difícil no início quando um assunto tão privado é tratado em público. Mas chega uma hora que temos de falar sobre isso porque é o melhor para todas as partes”, sugeriu.

O ex-automobilista pontuou que o episódio vem causando ‘danos imensos’ a Red Bull, com o comentarista acreditando não há outra saída para Christian Horner.

“O próprio Horner disse que ninguém é mais importante que a equipe. Bem, ele deveria seguir essa instrução e se demitir o mais rápido possível”, reforçou Ralf Schumacher. “Não faria mal a ninguém se ele saísse. Seria importante para a marca Red Bull”.

Ralf Schumacher sobre Verstappen fora da Red Bull: “Na Mercedes, não venceria”

Uma das especulações para a próxima temporada da Fórmula 1 é a possível transferência de Max Verstappen para a Mercedes, em virtude do ambiente ruim no paddock da Red Bull.

Ralf Schumacher se mostrou um entusiasta da ideia, acreditando que as emoções das corridas de Fórmula 1 aumentariam. O comentarista ressaltou que a Mercedes está longe de seus melhores dias, com o rendimento do carro não sendo garantia de vitória nem mesmo para o tricampeão mundial, ainda que o holandês tenha um rendimento melhor do que os adversários.

“Toto Wolff [chefe da Mercedes] parece conformado quando é entrevistado hoje em dia. De alguma maneira, os engenheiros da Mercedes ainda não compreenderam o novo conceito de carro. Mesmo que Max realmente seja três décimos mais rápido que o resto, como se suspeita, não seria suficiente para vencer no momento. Contudo, tornaria tudo mais emocionante”, definiu o irmão de Michael Schumacher.

Comentários

Loading…

Toto Wolff, Mercedes

Toto Wolff aponta onde Mercedes precisa melhorar para sequência da temporada 2024

FIA, Fórmula 1 Guenther Steiner

Guenther Steiner acredita que haverá “reviravolta” em caso envolvendo Christian Horner