in

Verstappen revela ajustes determinantes para superar a Ferrari na classificação do GP da Austrália 

Após Carlos Sainz liderar a primeira parte da classificação, Max Verstappen se recuperou a tempo de garantir a terceira pole da temporada

Max Verstappen da Red Bull
Max Verstappen entre em sua décima temporada com a red Bull na Foórmula 1. (Créditos: Divulgação / Foto quadrada do perfil Oracle Red Bull Racing, via 'X')

Como esperado, Max Verstappen garantiu a pole position para o GP da Austrália, que acontece na madrugada deste domingo (24). O atual tricampeão mundial da Fórmula 1 até teve dificuldade para encontrar o equilíbrio do RB20 no início, mas conseguiu se recuperar. Após ver o espanhol Carlos Sainz liderar o Q1 e o Q2, o holandês fez “pequenos ajustes” para se recuperar e garantir a terceira pole do ano.

Para super Sainz após o Q1 e o Q2, Verstappen trabalhou em ajustes contínuos de configuração que foram determinantes. O holandês conseguiu  terminar a classificação com um 1m15s915, tempo bom o suficiente para Sainz não conseguir superar. 

“Acho que até agora, neste fim de semana, tem sido um pouco difícil encontrar um bom equilíbrio no carro – e mesmo durante a qualificação, Q1, Q2, eu não estava realmente com vontade de lutar pela pole. Mas então fizemos alguns pequenos ajustes no carro, e isso pareceu me ajudar no terceiro trimestre a realmente levá-lo ao limite. Sempre há coisas que podem ser melhoradas, mas, no geral, estou muito satisfeito com o desempenho”, explicou Verstappen.

+ Ex-piloto revela que Verstappen está perto de acordo com a Mercedes

O tricampeão admitiu que estava perseguindo o carro mais do que o normal. Ademais, reiterou que só se recuperou com o ajuste fino do RB20 durante a classificação. Verstappen ainda chamou atenção para a natureza desafiadora do circuito australiano, que torna difícil 100% de perfeição em todas as curvas.

“Tentei fazer o melhor que pude – quero dizer, acho que se você fizer curva após curva, talvez haja algumas coisas que você possa fazer melhor. É sempre assim quando você está sob pressão, em plena pista, é muito difícil acertar todas as curvas como em qualquer outra pista. Mas, em geral, fiquei muito satisfeito com as voltas que demos.”

Confira o grid para o GP da Austrália:

1º – Max Verstappen (RBR) – 1m15s915

2º – Carlos Sainz (Ferrari) +0s270

3º – Sergio Pérez (RBR) +0s359

4º – Lando Norris (McLaren) +0s400

5º – Charles Leclerc (Ferrari) +0s520

6º – Oscar Piastri (McLaren) +0s657

7º – George Russell (Mercedes) +0s809

8º – Yuki Tsunoda (RB) +0s873

9º – Lance Stroll (Aston Martin) +1s157

10º – Fernando Alonso (Aston Martin) +1s637

11º – Lewis Hamilton (Mercedes) Q2

12º – Alex Albon (Williams) Q2

13º – Valtteri Bottas (Sauber) Q2

14º – Kevin Magnussen (Haas) Q2

15º – Esteban Ocon (Alpine) Q2

16º – Nico Hulkenberg (Haas) Q1

17º – Pierre Gasly (Alpine) Q1

18º – Daniel Ricciardo (RB) Q1

19º – Guanyu Zhou (Sauber) Q1

Avatar

Escrito por Danielle Barbosa

Comentários

Loading…

Band. Programa. Fórmula 1

Band estreia programa online após GPs da Fórmula 1

M-Sport Rally WRC

Paraguai entra na disputa para sediar etapa da WRC em 2025