in

Quartararo revela influência de um psicólogo nos momentos difíceis na MotoGP

Fabio Quartararo disse que “treinador mental” o ajudou a melhorar em vários aspectos na disputa do MotoGP nos últimos anos

Foto de Fabio Quartararo em prova da MotoGp em Valencia para ilustrar a Yamaha que testou três atualizações na etapa buscando recolocar a marca no caminho das vitórias em 2024 na categoria
Divulgação / Monster Energy Yamaha MotoGP (Twitter)

Fabio Quartararo diz que a influência de ter um “técnico mental” desempenhou um papel importante para que ele ficasse mais calmo durante os momentos difíceis com a Yamaha no MotoGP. Quartararo começou a trabalhar com um psicólogo em 2021 e, como resultado, tem sido um piloto mais calmo em momentos difíceis. Isso não quer dizer que não tenham ocorrido explosões para o campeão de MotoGP de 2021, já que ele ainda acha difícil manter as emoções sob controle durante o declínio da Yamaha.

Mas, no geral, Quartararo não só tem sido mais calmo, mas também foi capaz de dar melhor feedback como resultado. Em entrevista ao podcast do MotoGP.com, Quartararo comentou seu trabalho com o psicólogo.

“O meu problema é que posso ficar zangado muito rápido por tudo. Principalmente com o esporte. Isso me ajudou muito a dar meus instruções aos meus mecânicos, e até na vida a ficar mais calmo. Eu nunca desrespeitei alguém, mas gritava de uma forma que basicamente poderia gritar por meia hora, mas o mecânico não entendia nada”, disse Quartararo.

“É preciso ter razão, porque se disser que não está funcionando em lugar nenhum, seu mecânico dirá ‘tudo bem, o que você quer que eu faça? Onde você quer que eu melhore’. Tem que pensar em qual ponto você quer melhorar; a viragem, a travagem, com aderência. Isso é algo que tive que aprender e ter um psicólogo, é algo que realmente aprendi. Este ano tentei sempre me manter positivo numa situação em que é difícil.”

Quartararo admitiu que ainda pode “explodir”

Porém, mesmo com o psicólogo, sempre podem ocorrer explosões com Quartararo, especialmente quando se passa de uma competição por títulos e vitórias para terminar entre os dez primeiros.

Foi isso que aconteceu em 2023, mas Quartararo admitiu que as dificuldades que enfrenta com a Yamaha o tornaram mais forte.

“Quando você está acostumado a lutar por campeonatos e vitórias, mas depois está lutando pelos dez primeiros, basicamente você é positivo no sentido de poder melhorar com a experiência e por estar em um novo capítulo na sua carreira. Um lugar onde terei aprendido muito quando estiver fora daqui. Acho que é sempre nesses momentos difíceis que você mais aprende. Quando você ganha, tudo fica bem. Mas neste momento você se questiona, tem que manter a calma e estamos superando as dificuldades.”

Avatar

Escrito por Matheus Camargo

Comentários

Loading…

Toto Wolff, Mercedes

Wolff explica que a Mercedes enfrentará grande desafio em 2024: “A diferença precisa diminuir”

Adrian Newey, Red Bull, Fórmula 1

Adrian Newey revela que gostaria de ter trabalhado com Fernando Alonso