in

Chefe da Red Bull, Christian Horner contou com a presença da esposa no GP do Bahrein de Fórmula 1

Geri Halliwell chegou de mãos dadas com o marido mesmo após muita polêmica envolvendo o chefe da equipe austríaca

Christian Horner Red Bull
Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull Racing (Divulgação / Oracle Red Bull Racing)

Neste sábado (02), Geri Halliwell, ex-Spice Girl, esteve no paddock do Grande Prêmio do Bahrein ao lado de Christian Horner, seu marido e chefe da Red Bull. Curiosamente, os dois chegaram ao local de mãos dadas mesmo após todos os vazamentos e polêmicas que envolveram o britânico recentemente.

Para quem não sabe, Horner foi alvo de um investigação interna na Red Bull. A apuração ocorreu após uma funcionária denunciá-lo por má conduta. No entanto, a equipe austríaca inocentou ele após duas semanas de investigação. Apesar disso, toda a situação tomou contas das manchetes de jornais, prejudicando de certa forma o início da temporada 2024 da Fórmula 1.

Para piorar tudo, na última quinta-feira (28), um e-mail anônimo contendo prints de conversa entre Horner e a funcionária chegaram até centenas de jornalistas, chefes de equipe e grandes nomes da F1 e da FIA. Vale observar que ainda não se sabe se as capturas de telas são reais. Entretanto, o problema passou a tomar conta do paddock, obrigando o presidente da Federação Internacional de Automobilismo se reunir com o britânico para ter alguns esclarecimentos.

De qualquer modo, após a prova, Christian Horner deixou claro que era inocente. Além disso, ele preferiu não comentar sobre a veracidade das imagens que vazaram na imprensa internacional. Por fim, a sua esposa não o acompanhou até o grid. Ainda assim, ele estiveram juntos na área de hospitalidade da equipe, juntamente com convidados VIP e celebrando o bom desempenho da Red Bull na corrida.

Zak Brown pede intervenção da FIA no caso Christian Horner

A Red Bull não foi transparente quanto aos resultados de sua investigação no caso de Horner. Isso acabou gerando muitas suspeitas por parte de grandes nomes envolvidos com a Fórmula 1. Um destes é Zak Brown, CEO da McLaren, que afirmou que a situação não é boa para a categoria, pedindo uma intervenção da FIA.

“Eu li a declaração. Pelo que tenho visto, continua tendo muitos rumores e especulações. Acho que o órgão sancionador tem responsabilidade e autoridade com o nosso esporte, com os nossos torcedores. Acho que todos nós na F1 somos embaixadores do esporte dentro e fora das pistas e por isso acho que eles precisam ter certeza de que as coisas foram totalmente transparentes”, salientou Brown.

Comentários

Loading…

Max Verstappen em "Fórmula 1: Drive to Survive", da Netlfix

Verstappen aponta principal diferença do RB20 para seu antecessor

Foto de Toto Wolff no GP dos Estados Unidos na F1 para ilustrar o chefe da equipe da Mercedes que revelou se pretende renunciar a cargo em breve na Fórmula 1

F1 hoje: Wolff prega discurso de otimismo após desempenho no Bahrein