in

Steiner retornar à Fórmula 1 como comentarista após demissão da Haas 

Steiner faz questão de deixar claro que não poupará ninguém de críticas durante seu período como comentarista da Fórmula 1

FIA, Fórmula 1 Guenther Steiner
Divulgação/Haas

Demitido da Haas no início de janeiro, Guenther Steiner está de volta ao paddock da Fórmula 1, desta vez, contudo, como comentarista. O ex-chefe de equipe foi contratado para comentar as primeiras corridas da temporada de 2024 pelo canal RTL, da Alemanha.

A estreia de Steiner será na próxima semana, no GP do Bahrein, que abre a temporada de 2024 da Fórmula 1. Além disso, o italiano também irá comentar outras seis etapas: Hungria, Bélgica, Países Baixos, Itália, Azerbaijão e Las Vegas.

“Serei aquilo que chamam de comentarista especialista, como Niki Lauda foi em outra época. As coisas aconteceram muito rapidamente. Mandaram uma mensagem no domingo passado perguntando se eu estava interessado. Conversamos na segunda-feira, tivemos uma reunião e, na terça-feira, perguntaram se eu podia participar. ‘Claro, por que não?’”, disse Steiner à revista inglesa Autosport.

“Estavam procurando alguém, e acho que queriam rejuvenescer um pouco a programação, não ter sempre a mesma equipe. Aí, meu nome apareceu, e conversamos. Como digo sempre, minha vida é cheia de surpresas. Quando perguntaram em janeiro o que eu faria agora, não sabia o que viria. E disse que as coisas aparecem”, acrescentou.

Steiner já avisou que não vai deixar de criticar ninguém quando achar necessário. “Contanto que você seja profissional, pode ter opinião. Não dá para dizer que tudo é bom. Vou tentar me manter sempre factual. Nunca começo querendo irritar alguém. Na realidade, é o contrário: não quero irritar ninguém na minha vida. Faço isso sem tentar”, brincou.

“Mas tenho opiniões e chego até elas naturalmente. Mas tenho, e não é algo contra uma pessoa. Não sou um cara que julga pessoas, apenas explico fatos. Sou o último a julgar pessoas.”

+ Steiner fala sobre vida após saída da Haas: “Tirei um peso das costas”

Além do acordo com a RTL, Steiner também já tem acordo com a Network 10, da Austrália, para fazer parte da cobertura da corrida australiana. Apesar dos contrato, o italiano não descarta nenhuma possibilidade de voltar a trabalhar diretamente na Fórmula 1. Entretanto, admite que não pensa em assumir o compromisso de viajar durante todo o ano.

“Converso com algumas pessoas, mas estou meio no ritmo ‘não quero ir a 24 corridas’. É uma dessas coisas que começa e, de repente, cresce”, comentou.

“Tem bastante coisa rolando, mas não vou entrar em todas as possibilidades, só avalio. Até porque, às vezes, se você fizer uma coisa, não dá para fazer outra. Não vou dizer que tenho uma grande escolha a fazer, mas posso ter em algum momento. É bom ter essa opção”, finalizou.

Avatar

Escrito por Danielle Barbosa

Comentários

Loading…

Horner, Red Bull

Ralf Schumacher diz que a saída de Horner não faria uma grande diferença e indica substituto

Fernando Alonso, Aston Martin

Alonso diz estar pronto para negociar com outras equipes