in

Diretor da Mercedes elogia inovações do novo carro da Red Bull

James Allison também negou comparações com os designs anteriores da equipe alemã

Diretor da Mercedes expressa confiança nas regras da Fórmula 1 e defende parceria entre Red Bull e AlphaTauri James Allison
Reprodução / X - @MercedesAMGF1

A Red Bull tem dominado a Fórmula 1 nas últimas temporadas, obtendo uma grande vantagem sobre seus rivais, como a Mercedes. Para se ter ideia, na temporada passada, a equipe austríaca venceu 21 das 22 corridas possíveis.

Após os ótimos resultados em 2023, Christian Horner, chefe da Red Bull, afirmou que o seu time priorizaria um processo de evolução, tentando manter sua atual vantagem no grid. No entanto, os austríacos surpreenderam a todos com várias mudanças ousadas no RB20.

Curiosamente, um dos elementos que mais chamaram a atenção foi a utilização de uma entrada vertical nos sidepods. Por incrível que pareça, essa adição se assemelha muito ao conceito de ‘zeropod’ descontinuado pela Mercedes.

Agora, James Allison, diretor técnico da equipe alemã, elogiou as mudanças feitas pelo time rival. Segundo ele, é surpreendente os atuais campeões serem tão agressivos com seu carro mais recente.

“Bem, principalmente, pensei que quando uma equipe está na frente como está, é muito fácil descansar. Pensei que eles estavam dispostos a fazer algo que não fosse apenas uma iteração direta da temporada anterior. Isso foi o que eu mais pensei”, afirmou Allison quando questionado sobre sua opinião sobre o carro da Red Bull.

James Allison evita comparações com carros anteriores da Mercedes

Além da nova estrutura lateral, o novo carro da Red Bull atraiu algumas comparações com o carro de 2023 da Mercedes devido a uma ravina profunda na tampa do motor. Contudo, James Allison preferiu evitar qualquer comparação.

“Não, acho que não. Acho que você poderia subir e descer neste pit lane e tirar o formato da tampa do motor de todos os carros do grid e colocá-la em qualquer outro carro do grid e isso não faria a menor diferença. O que será interessante é o que estará embaixo da tampa do motor, para que eles estão usando esse volume. Mas essa forma externa não está aqui nem ali”, comentou o diretor.

Além disso, Allison também confirmou que a Mercedes obteve sucesso em sua busca de acabar com as características imprevisíveis da traseira que caracterizavam o problemático W14. Por outro lado, ele ainda acredita que os alemães estão em “modo de perseguição” contra a Red Bull. Mesmo assim, o diretor pretende ser competitivo em 2024.

“É uma temporada de 24 corridas e vamos seguir em frente tentando garantir que continuaremos competitivos nesta temporada. Ainda mais no ano seguinte e no ano seguinte, então não, não sejamos tão pessimista”, finalizou James Allison.

Comentários

Loading…

Jorge Martín, piloto da Pramac na MotoGP

Jorge Martín projeta moto de fábrica da Ducati: “Mostrei do que sou capaz”

Ceo da McLaren Zak Brown

CEO da McLaren pede que FIA revise investigação da Red Bull sobre Christian Horner